Olá, amigos!

O Sol ingressa em Sagitário no dia 22/11/17. Um signo que tem como símbolo a flecha apontada para o alto. O sagitariano quer viajar, encontrar algo maior, filosofar, expandir fronteiras, cultivar liberdade de ação e pensamento, buscar mais espaço em todos os sentidos. Movido por este desejo, sua mente vai longe e explora territórios desconhecidos. Conta com grande potencial intelectual. Aprende que ao dominar o instinto, pode desenvolver a mente, elevar os ideais, expandir a fé, a consciência e o saber.

Sagitário também é mestre, professor, sacerdote, jurista. Mesmo com um temperamento forte e imperativo, tem sempre bom humor e ousadia para encarar os riscos. Seu comportamento é dinâmico, voluntarioso e impulsivo, motivado por desafios. Para tanto, liberdade e independência são imprescindíveis.

Júpiter, na mitologia, é o deus dos deuses e dos homens. É o regente desse signo e o maior planeta do sistema solar. Traz a ideia do gigantismo, do exagero, do superlativo. É o princípio do crescimento, da fartura, da expansão e da gratificação por participar de um processo evolutivo, que visa alcançar algo maior e melhor.

A paisagem de Sagitário é uma estrada sem fim, na qual a jornada rumo ao entendimento e à sabedoria nos leva para um mundo mais amplo, onde descobrimos as semelhanças e os princípios unificadores que se mantém secretamente sob a infinita diversidade da vida. O centauro é um eterno peregrino, para quem a viagem é muito mais interessante do que a chegada ao destino.

O gosto pelo risco e a alma de aventureiro são característicos do signo. Quer aproveitar a vida ao máximo e pode viajar a qualquer lugar do mundo. Se pudesse, partiria num foguete para descobrir as estrelas e as galáxias. Sua natureza é idealista, inquieta, e pode viver muitos encontros. Por vezes, tempestuosos. Há tendência para ataques de cólera e isso pode valer inimizades entre as pessoas que o rodeiam.

Principais qualidades: Jovialidade, otimismo, espírito esportivo, pai patriarca, espírito gregário, entusiasmo, religiosidade, gosto por viagens, sabedoria, idealismo.
Principais defeitos: Exageros, vaidade, moralismo, fanatismo religioso, deboche, gula, falsos gurus, pseudogenerosidade, viajante compulsivo, infidelidade.

É preciso cuidado com o orgulho, a vaidade, o deboche, a falta de limites e as posturas dogmáticas de quem se acha o dono da verdade. O equilíbrio está no signo oposto, Gêmeos. Flexibilidade e a adaptabilidade impedem que as posturas se tornem impositivas demais, para que possa aceitar opiniões diferentes. Aprender com as mudanças, olhar para outras culturas e religiões com respeito e humildade, adaptar os objetivos de acordo com as circunstâncias. Tudo em nome da evolução. De fato, a flecha apontada para o alto só atinge o alvo se o arqueiro possuir flexibilidade e habilidade nos movimentos.

Sagitário na Mitologia:
Está associado ao centauro mítico, cujas origens remontam à Babilônia e que se reflete na figura de Quíron no panteão dos deuses gregos. A dualidade do centauro se mostra na natureza contraditória do signo: tem tanto o vigor e o poder do cavalo, quanto a visão inspiradora do espírito humano.

O nome Sagitário vem do latim, sagitta, que significa flecha. A flecha do centauro. Voando a um alvo distante, é uma imagem de sua busca pela verdade, por um entendimento maior e mais elevado. Metade animal e metade divindade, o centauro personifica o paradoxo dos seres humanos, cujos instintos potencialmente destrutivos devem ser norteados por uma visão de mundo que reconhece os valores mais sagrados. A seta de Sagitário no céu aponta diretamente para o coração de Escorpião, indicando que a visão expandida do centauro pode iluminar as paixões mais sombrias.

Planeta Regente: Júpiter
Representa a expansão, o entusiasmo, a vontade de crescer, abarcar mais. Tudo o que é alegre, colorido e essencialmente brando, temperado. A sorte, a generosidade, a fé, o otimismo, a esperança. É associado à fartura, à honestidade, à bonança e à prosperidade. Mas também pode representar o excesso, o desperdício e o exagero.

No amor:
Sagitário é um signo de fogo, impetuoso e arrebatado quando ama. É inclinado ao amor à primeira vista: a paixão acontece como o raio de Júpiter, direto e intenso.

Os nativos do signo se apaixonam com facilidade. A impressão é que estão sempre dispostos a iniciar um tórrido romance. Não complicam nem dificultam os primeiros contatos e os ritos de aproximação. Entram de corpo e alma, sem muitas elucubrações, sem pensar nas consequências.

Quando sente receptividade, Sagitário vai em frente com entusiasmo. Por sua natureza ativa, estar no papel do caçador. Mas em relação à continuidade do romance, é um signo difícil. Mostra grande relutância em aceitar os vínculos e as responsabilidades de um compromisso. Não gosta de se sentir preso, detesta cobranças, cenas de ciúme, regras e regulamentos.

Para um signo de alma livre e aventureira, os vínculos pode se tornar pesadas correntes, apesar de gostar de companhia e ter horror à solidão. Pode viver uma relação duradoura, se o parceiro souber estimular sua curiosidade, seu intelecto, se for dinâmico, interessante, com uma grande variedade de interesses a partilhar.

Para Sagitário, a beleza física ou o sex-appeal não são atributos desprezíveis, mas a inteligência do companheiro é muito mais valorizada. Sagitário gosta de trocar, conversar, interagir, filosofar. Portanto, o crescimento e os aprendizados devem ser vividos e partilhados numa parceria divertida e instigante.

É um signo fácil de conviver, por sua natureza alegre, comunicativa e jovial. Sagitário gosta de gente, é extrovertido, simpático, religioso, estudioso, namorador e grande amante. Fundamental é que se sinta sempre livre, que o romance o permita estar sempre em atividades e movimento.

Na saúde:
No corpo, as partes vulneráveis do Sagitário são: os nervos, as vértebras, as ancas, as coxas, a bexiga, as vias respiratórias e o sistema digestivo, em particular o fígado. Com a idade pode desenvolver patologias que desenvolve afetam a parte inferior do corpo. Crises de ciática ou cãibras musculares, por exemplo. Pode também desenvolver alergias, que muitas vezes são resultado da sua alimentação demasiado rica e mal equilibrada. É importante praticar esportes que ajudam a queimar as toxinas.

 

Níveis evolutivos da alma:
1º nível de evolução: Experimenta viagens de longa distância, nascidas da insatisfação que o faz procurar novos horizontes, novas culturas, novos modos de vida. O conhecimento que adquire ainda é horizontal, passa-se ainda sobre a Terra. Vem da identificação com outros povos, outras nações que revelam comportamentos não familiares. É o apelo do longe, do distante, de tudo o que é estrangeiro e por isso o dinamiza.
2º nível de evolução: É vertical. Procura uma Verdade Interior, no desejo de ensinamentos que estimulem a mente superior. Busca ensinamentos eternos, transcendentes, capazes de despertar uma adesão emocional, uma nova Fé. O conhecimento revela novos valores.
3º nível de evolução: É a descoberta da primeira experiência Iniciática. Compreende que não somos entidades solitárias, separadas da força de um universo em expansão. Transcende a divisão do ego separatista para aderir a Leis Intemporais capazes de o direcionar e orientar. Aprende Verdades Universais, que serão ensinadas aos outros. Ao adquirir uma nova fé que lhe mostra o caminho, procura expandir-se pelo prazer de ensinar. É a Via dos Mestres, a expressão da Sabedoria.

Marcelo Dalla
Formado em Comunicação pela ECA – USP.
Estuda astrologia há 30 anos e atua profissionalmente como astrólogo no Brasil e em Portugal há 10 anos.
Especializado em Astrologia Cármica, Terapeuta Florais de Bach e Xamanismo. Artista gráfico e criador de mandalas.
Publicou em Portugal os livros MANDALAS MÁGICAS e MANDALAS SIGNOS DO ZODÍACO, ambos pela editora Verso de Kapa.
Mantém uma coluna diária de astrologia no portal ASTROCLICK e coluna semanal no site
www.marcelodalla.com

 

Ilustração: Sagitarius by Julie Dillon

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA