Olá, amigos!

O Sol ingressou em Leão no dia 22/07/17. Leão é um signo de Fogo, está relacionado ao entusiasmo e poder de liderança. Quem nasce com o Sol em Leão é portador de uma força comparável aos planetas que giram em volta do Sol, que é regente do signo. Suas atitudes refletem seu potencial luminoso, confiante e criativo.

Em Leão, o poder criativo do fogo é mantido e concentrado, produzindo um egocentrismo feroz ou um radiante e generoso calor. A visão criativa de Leão nada menos do que a convicção em sua divindade interior, que exige expressão através de uma vida marcada por um estilo pessoal e único. Seu cenário é um palco glorioso e extravagante. Seu reino é o reino do coração, das emoções e dos sentimentos dramáticos.

O leonino é carismático, grandioso, conta com magnetismo pessoal. Atrai para si pessoas ansiosas por vida e luz. Conta também com autoconfiança, generosidade, intuição, senso do comando e de autoridade. Sabe impor sua vontade e não deixa dúvidas sobre seus desejos.

O Sol em Leão predispõe o nativo para as artes visuais (cinema, teatro, estética, moda, televisão, etc) e para a política. Há grande probabilidade de obter êxito e sucesso através de suas qualidades de liderança.

O Leonino é namorador, gosta de conquistas amorosas. É orgulhoso, só revela o lado positivo da sua personalidade, o que lhe permite apregoar a sua aura positiva e ser considerado um vencedor. Mesmo com tanta força pessoal, amolece com facilidade, por conta de um coração generoso. Desde que lhe prestem as devidas homenagens, é claro.

Principais qualidades: autoestima, autoridade, capacidade de amar, namoros, lazer, vocação, figura do pai, professor e ator, nobreza de caráter, prazer de viver.
Principais defeitos: Vaidade, autoritarismo, exibicionismo, infidelidade afetiva, ataques de ira, prepotência, egocentrismo, narcisismo, orgulho, “bon vivant”.

O Sol em Leão indica um orgulho exacerbado. A natureza dominadora de Leão pode gerar dificuldades, tempestades decorrentes da própria força. Devem controlar a auto exigência e a vaidade excessiva, a prepotência, o medo de perder e de errar. Seu símbolo é associado à luz, portanto, o obscuro gera temor. Devem aprender a olhar e investigar o que existe por trás dos refletores para que possam complementar sua personalidade forte com mais fé e menos medo de falhar.

O equilíbrio está no signo oposto, Aquário, que traz as lições de humildade, fraternidade, altruísmo, trabalho em equipe. Para tal, é necessário descer do seu próprio trono, servir à coletividade, cultivar sentimentos humanitários e conceder a liberdade na medida justa.

Leão na Mitologia:
O Leão tem muitas faces na mitologia, que vão desde a mais nobre e régia, até a mais vingativa, violenta e selvagem. No Egito, a deusa de cabeça de leão, Sekhmer, conhecida como Olho de Rá, simbolizava o conhecimento do futuro. Mas também a ira terrível do deus solar quando sua vontade era desrespeitada. A fúria do leão frustrado se reflete nessa deusa antiga. Um signo que pode produzir uma grande visão, mas também um grande orgulho e teimosia.

O leão de Neméia, que Hércules enfrentou, também é um símbolo da intensidade leonina que se for irreprimida, pode passar por cima de qualquer um ou qualquer coisa que estiver em seu caminho. No entanto, depois da batalha, Hércules vestiu a pele do leão, sugerindo que absorveu sua imensa força e criatividade. A grande deusa de Anatólia, Cibele, era retratada ao lado de um par de leões, simbolizando sua potência criativa. Mesmo em suas versões mais primitivas e selvagens, o leão é sempre nobre. Possui uma magnanimidade que o eleva acima das dimensões mesquinhas da natureza humana.

Leão no amor:
Amor e autoestima são dois assuntos que estão vinculados. São elementos complementares e interdependentes. Conseguir amar alguém, sentir no coração o verdadeiro amor e expressá-lo, é um feito muito especial. O Leão se ama muito, a autoestima é o principal traço de sua personalidade. Quem ama alguém e é amado em retorno, é porque gerou muito amor dentro de seu reservatório particular.

Para Leão, viver é sinônimo de amar. O amor é o próprio ar que respira, o alimento da alma e a razão da existência. Os leoninos vivem em busca do seu grande amor. Vivem em exercício, treinando para atingir maestria nessa arte.

Não se contenta apenas com uma amena, simples e calma troca afetiva. Leão quer o amor superlativo com delirantes e dramáticas demonstrações. Mesmo que o relacionamento perdure, Leão quer sentir como se estivesse no início do namoro, com expectativas, namoro, inquietações e excitação. O estímulo cresce quando a conquista ainda não está garantida, pois Leão não nasceu para navegar em meio a calmarias. Gosta de paixão.

No romance, tudo deve ser intenso. Situações tranquilas, rotineiras e mornas o deixam desligado. Precisa do amor pontilhado de grandezas e em estado de festa. Isso pode ser considerado como imaturidade. Mas o Leão não dá importância às críticas e gosta de ser assim.

Na saúde:
Leão deve prestar especial atenção às suas partes vulneráveis: o coração, as artérias e as veias, o sangue e a circulação sanguínea, as costas, a coluna vertebral, o plexo solar, o baço e o pâncreas. Deve também prestar atenção especial aos olhos. Apesar de sua enorme resistência, pode acontecer que adoeça. Neste caso, tende a ficar impaciente e quer curar-se o mais depressa possível. É mais inquieto do que quer deixar transparecer e a energia que despende para esconder as suas preocupações pode minar sua saúde.

 

Níveis evolutivos da alma:
1º nível de evolução: A forma mais imediata de auto expressão. Identifica-se consigo mesmo ao expressar o que sente. Vivencia a experiência criativa de maternidade ou paternidade.
2º nível de evolução: Encontra o prazer da criatividade. Cultiva os talentos próprios, a inspiração, a resposta mais pessoal à vida, a força que impulsiona uma total tradução de si mesmo. A criatividade se manifesta quando busca sua identidade na transformação da matéria.
3º nível de evolução: Encontra sua individualidade, a capacidade máxima de expressão de todo um potencial de experiência e conhecimento adquirido. Torna-se verdadeiramente criativo e original.

Marcelo Dalla
Formado em Comunicação pela ECA – USP.
Estuda astrologia há 30 anos e atua profissionalmente como astrólogo no Brasil e em Portugal há 10 anos.
Especializado em Astrologia Cármica, Terapeuta Florais de Bach e Xamanismo. Artista gráfico e criador de mandalas.
Publicou em Portugal os livros MANDALAS MÁGICAS e MANDALAS SIGNOS DO ZODÍACO, ambos pela editora Verso de Kapa.
Mantém uma coluna diária de astrologia no portal ASTROCLICK e coluna semanal no site
www.marcelodalla.com

 

Ilustração: Leo – Llewellyn Worldwide

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA