Olá, amigos!

O Sol ingressa em Gêmeos neste sábado (20/05). A natureza começa a mudar, a entrar em mutação. No hemisfério norte, a primavera dá passagem para o verão, que chega em Caranguejo. Por isso Gêmeos é um signo mutável.

Gêmeos é o primeiro signo do elemento Ar. Representa a comunicação, a capacidade de transitar no universo dos relacionamentos e da linguagem. Sua natureza é mais do que dual, é plural. Para o geminiano, viver é experimentar o dia e a noite, a luz e a sombra, a alegria e a dor.

Na paisagem de Gêmeos há sempre duas estradas, que não podem ser trilhadas ao mesmo tempo. Essa imagem retrata uma tensão interior, com muitas contradições. Há que se optar por uma estrada, mas ambas as estradas merecem ser exploradas. Essa escolha pode gerar um sentimento de perda, uma sensação de descontentamento, de incompletude. Os geminianos precisam fazer as pazes consigo mesmos, por meio da busca de um caminho inclusivo que sustente a sua diversidade. A divisão entre esses dois caminhos também pode representar uma contradição moral, em que ideais elevados conflituam com uma imoralidade impessoal.

O Sol em Gêmeos inspira uma grande atividade mental e uma percepção intelectual muito viva. O geminiano é esperto, versátil, bem humorado, possui habilidades manuais, gesticula, brinca com as palavras e faz graça de tudo. É curioso e tem a mente aberta, adora novidades. Gosta do contato com as pessoas ou com o público. Circula em todas as rodas. Gosta de conversar e muitas vezes fala pelos cotovelos.

O geminiano veio aprender a interagir, trocar, dialogar e negociar. A cultivar flexibilidade e malícia. A buscar respostas para os questionamentos da vida, a usar a comunicação como matéria-prima para saciar a sede de conhecimento.

 

Principais qualidades: Juventude, comunicação, versatilidade, dualidade, adaptabilidade, sociabilidade, fraternidade, facilidade nos relacionamentos, habilidade manual e mental.

Principais defeitos: Superficialidade, falsidade, insensibilidade, duplicidade, mentiras, prolixidade, inconsequência, infidelidade, fraudes, plágios.

O geminiano é jovial e facilmente se adapta ao ambiente imediato. Por isso, também são muito influenciáveis. O perigo é se tornar dispersivo demais, volúvel e hesitante demais, viver dividido, sem foco e sem objetivos. Sagitário é o signo oposto e lá está a solução: a flecha apontada para o alto, que mostra o caminho, a direção, a necessidade de cultivar ética e fixar os pensamentos para um alvo com metas mais elevadas.

GÊMEOS NA MITOLOGIA
Os gêmeos aparecem nos mitos de várias culturas antigas. Na mitologia Grega, os gêmeos Castor e Pólux parecem idênticos, mas o último era o filho divino de Zeus, enquanto o outro era o filho mortal de Tíndaro, rei de Espanha. Quanto Castor foi morto, Pólux chorou amargamente, mas não podia segui-lo até o reino dos mortos. Zeus, tendo piedade, deu alternativas para que pudessem experimentar as alturas espirituais e as profundezas mortais, mas eles nunca poderiam estar juntos. Assim, os gêmeos foram separados pelas distâncias entre os céus e a terra.

Outros gêmeos míticos, como Rômulo e Remo, também foram separados pela distância entre o bem e o mal. Na mitologia romana, os filhos de Marte foram amamentados por uma loba. Quando cresceram, Remo planejou matar seu irmão, mas Rômulo matou-o em legítima defesa e foi aclamado como o fundador de Roma.

PLANETA REGENTE: MERCÚRIO
Mercúrio, que na mitologia é deus mensageiro com asinhas nos pés, do comércio, das estradas e do movimento. Representa o pensamento, as ideias, a verbalização, a expressão física e mental.

GÊMEOS NO AMOR
O primeiro impulso de Gêmeos é agradar. Quando quer, sabe ser gentil, sedutor e coloca a autoestima do outro nas alturas. O geminiano tem o dom da fala e da escrita. Pode até não sentir o que expressa, mas expressa com uma fluidez imbatível. Se o “objeto amado” está acessível, será conquistado completamente por suas palavras.

O amor do geminiano é suave, ameno, civilizado e sem ciúmes, mas não inclui exclusividades. O namoro deve ser agradável, mas sem que o par fique o tempo todo colado. Gêmeos gosta de circular em todas as rodas, conhecer pessoas, cultivar longas conversas com quem nunca viu, brincar e se divertir.

Se alguém tentar prendê-lo, ele fugirá rapidamente, pois precisa de ar, de se sentir livre para depois retornar por sua espontânea vontade. Gêmeos também não lida muito bem com lágrimas, cenas de ciúmes, cobranças e passionalidade. Quanto mais leve e solto for o namorado, melhor.

Gêmeos, na via positiva, gosta de casar. Aliás, gosta tanto, que pode até se casar mais de uma vez. Se a união não estiver agradável, para ele não há motivos que justifiquem o continuar juntos. Os geminianos não têm talento para o papel de vítima. Se o relacionamento falhou, desencantou, empobreceu, por que continuar?

NA SAÚDE
As partes vulneráveis são: mãos, membros superiores, ombros, pulmões, brônquios e nervos, que tem o mau hábito de maltratar. Com a idade, pode desenvolver reumatismos nos membros superiores, alergias e enxaquecas, que são o resultado de uma crise do fígado ou de uma assimilação difícil dos alimentos. Com um regime de vida adequado, estes males desaparecem como por milagre. Deve praticar esportes com muito movimento, que correspondem melhor à sua natureza. Praticar também exercícios respiratórios ao ar livre, o mais longe possível da poluição.

NÍVEIS EVOLUTIVOS DA ALMA
1º nível de evolução: Vive a comunicação imediata, factual, o dia a dia das relações, do comércio, o mundo quotidiano como campo de troca verbal. Exprime a pequena informação dada à pessoa mais próxima, a forma como responde aos encontros casuais.
2º nível de evolução: Desenvolve o intelecto, a mente racional, concreta, a aprendizagem, o ensino. A forma como compreende o mundo e como o revela aos outros. É o campo dos estudos primário e secundário. Neste nível situa-se o jornalismo como via imediata de informação, a capacidade de marketing e relações públicas, a facilidade de comunicação e expressão.
3º nível de evolução: Revela as qualidades que desenvolve ao aprender e que se expandem ao ensinar. O modo como assimila e transmite o conhecimento. Desenvolve o poder mental e a confiança que os estudos podem despertar.

Marcelo Dalla
Formado em Comunicação pela ECA – USP.
Estuda astrologia há 30 anos e atua profissionalmente como astrólogo no Brasil e em Portugal há 10 anos.
Especializado em Astrologia Cármica, Terapeuta Florais de Bach e Xamanismo. Artista gráfico e criador de mandalas.
Publicou em Portugal os livros MANDALAS MÁGICAS e MANDALAS SIGNOS DO ZODÍACO, ambos pela editora Verso de Kapa.
Mantém uma coluna diária de astrologia no portal ASTROCLICK e coluna semanal no site
www.marcelodalla.com

 

Ilustração: Gemini – Llewellyn Worldwide

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA