Olá, amigos!

O Sol ingressa em Escorpião no dia 23/10/17. Escorpião é um signo de Água regido por Plutão, o senhor das profundezas, associado á morte e ao renascimento. Escorpião trata dos mistérios, do que está oculto e obscuro, do que está latente, de tudo o que deve ser curado, regenerado, transformado. Escorpião é investigador que descobre, o cirurgião que abre a barriga para retirar e consertar o que está doente, o bruxo que manipula forças intangíveis e poderosas, o xamã que cura. Os escorpianos devem aprender a olhar para o que deve ser transformado, nossas sombras, os lixos psíquicos, as questões que devem ser trabalhadas. Se não existisse a energia de Escorpião, o ser humano ainda estaria vivendo em cavernas.

A paisagem de Escorpião coincide com o advento do inverno no hemisfério norte – é misteriosa e impenetrável. Como o coração da selva, que transmite profundidade, uma vida fértil e oculta, que pode parecer ameaçadora para aqueles que veem o mundo de forma simplista.

Por muito tempo Escorpião ganhou fama de maldito, vingativo, traidor, o pior dos signos. Mas, cá entre nós, um signo de fala de morte, tabus e coisas que insistimos em negar, realmente não iria ganhar boa fama. A grande lição de Escorpião é esta: PERDOAR. Soltar, desapegar, deixar ir… trabalhar as emoções que ganham intensidade, com toques passionais.

O antigo regente de Escorpião é Marte – há fogo por debaixo da água! O escorpiano deve lidar com forças transformadoras que o levam a enterrar o que está velho para que o novo possa nascer. Por isso é comum a associação deste signo com a Fênix que renasce de suas próprias cinzas.

O poder de sedução, o magnetismo e o ar de mistério também é outra característica do signo. Possui um senso de estratégia e a intuição muito desenvolvidos, com dons para o ocultismo em geral. Provavelmente experimenta uma vida sentimental fora do vulgar. Como está na maior parte do tempo desconfiando e se defendendo, esta tensão pode esgotar o seu potencial energético.

O Escorpião superior é o tipo “águia”: nada passa indiferente, nada escapa de seu olhar com raio x. Por fora uma aparência de frieza, por dentro, uma verdadeira efervescência. É movido pela paixão, com ele é tudo ou nada. Tocar apenas na superfície, levar em fogo brando, pra ele não serve.

Principais qualidades: Magnetismo, misticismo, amor-paixão, generosidade, poder da fé, liderança, perspicácia, desprendimento, estratégias, negócios associativos.
Principais defeitos: Rancor, vingança, agressividade, manipulação, ciúme, abuso da fé, maquiavelismo, obsessão material, aberrações sexuais, crueldade.

Seu temperamento não é dos mais fáceis. Escorpião vai até o fim, pro bem ou pro mal. Nunca deixa nada pela metade. Tudo isso predispõe o nativo a um temperamento rancoroso e difícil, tanto para si próprio como para aqueles que o rodeiam. Por vezes pode ser intransigente, manipulador, agressivo e até mesmo cruel. É preciso não se deixar dominar por sentimentos sombrios, aprender a purificar o veneno da mente e das emoções. O equilíbrio está no signo oposto, Touro, com suas lições de mansidão, estabilidade, prazer e brandura. Assim pode obter êxito no que deseja construir e reformar.

Escorpião na Mitologia:
O Escorpião da mitologia grega é uma criatura ameaçadora, enviada pela deusa lunar Artemis para matar o caçador Órion, em punição pelo seu orgulho. Isso também assustou os cavalos de Apolo, que dispararam e galoparam loucamente através dos céus. Justo quando o inexperiente filho de Apolo, Fácton, tentava comandar o carro solar. A Terra foi queimada e Fácton foi arremessado em direção à morte.

Na Mesopotâmia, Escorpião era conhecido como o Aguilhoador: o símbolo que anuncia o declínio do poder do Sol no outono. Está ligado aos poderes da natureza, que se enfurece quando é violada pela arrogância dos homens. Tanto Órion quanto Fácton foram acusados do que os gregos chamam de “hubris” – o orgulho que acomete as almas heroicas, faz com que elas ultrapassem os limites e desafiem a vontade dos deuses.

Embora retratado no mito com uma criatura perigosa, o Escorpião apenas reflete a vingança da natureza indignada. A justiça inflexível que aguarda aqueles a quem falta humildade. Até o mais forte tem de se curvar à lei da mortalidade humana.

Planeta Regente: Plutão
Representa o poder pessoal oculto, o talento de transformar, os impulsos por poder e controle. A capacidade de compreender o que está oculto, o que não foi dito, o que não está escrito. Também a capacidade de cura, restauração e regeneração.

No amor:
Escorpião não acredita em amor morno, médio, equilibrado, mais ou menos. É o signo mais passional do zodíaco, o relacionamento é um “tudo ou nada”. Quando se apaixona, a história é ardente. Assume o fato e todos os riscos inerentes. Seu tipo de amor é de total entrega e atinge temperaturas inimagináveis.

Ninguém ama tanto e com tal intensidade como o nativo de Escorpião. Ele se faz poeta, romântico, músico, místico, acredita que todos os encontros são na verdade reencontros cármicos inevitáveis, programados pelo destino. Para ele, o ser amado merece o céu, a Terra e as estrelas.

O ser amado, se não estiver na mesma vibração, se não tiver voltagem suficiente, pode se sentir um tanto desconfortável. Afinal, para receber um amor tão intenso é preciso ter bom preparo físico e mental. Escorpião despreza os conselhos de ponderação, temperança e equilíbrio. Para ele, quem ama de verdade não tem paciência para esperar, nada deve ficar pra depois.

A paixão é caso de vida ou morte, febre alta, falta de ar. Misto de transe, delírio, encantamento e total desassossego. Escorpião teme cada despedida, como se fosse perigoso arriscar qualquer separação, por menor que seja. O risco de perder o ser amado gera angústia, sofrimento por antecedência, medo, ciúme, conflito emocional.

É preciso cuidado com o sentimento de posse, o ciúme, a desconfiança, pois essas atitudes podem afastar o ser amado. Mesmo assim, Escorpião nunca se furta deste perigoso estado de ebulição. Mesmo que não cheguem a um final feliz, sabe que valerá a pena, pois vai enriquecer o baú das memórias e animar as longas horas da cadeira de balanço.

Na saúde:
As partes vulneráveis de Escorpião são: os órgãos genitais, a bexiga, a uretra, a próstata, o ânus, as glândulas em geral, mas mais frequentemente as glândulas reprodutoras, o nariz e as cavidades sinuosas. O Escorpião tem um limiar de resistência ao sofrimento surpreendente. Com a idade, o há tendência para problemas ligados à sexualidade. Seu intenso mundo psíquico deve ser vigiado, pois há o risco de desenvolver doenças psicossomáticas.

Níveis evolutivos da alma:
1º nível de evolução: Vive na dependência dos outros e de bens alheios, que impedem a confrontação real com o valor próprio. Atitudes compulsivas não detectadas pela consciência. Condicionado pelos instintos, desejos e emoções, dificulta a descoberta de sua própria identidade.
2º nível de evolução: A força do instinto é vivida como afirmação sobre os outros. Ainda luta para superar dependências psíquicas, a possessividade, a falta de liberdade emocional. Ainda é dominado por desejos obsessivos. Um medo remoto e inconsciente domina a personalidade.
3º nível de evolução: É quando ocorre a grande alquimia do Ser. A transformação do Eu em profundidade, a dolorosa confrontação com seus desejos. É uma morte psíquica. Dá-se quando a vida o obriga a largar o que julgava ser sua força, sua obscura segurança, seu poder. Vive e aceita a perda, vivida como Processo de Regeneração. Abre uma nova vida e transcende a realidade. É a via da salvação.

Marcelo Dalla
Formado em Comunicação pela ECA – USP.
Estuda astrologia há 30 anos e atua profissionalmente como astrólogo no Brasil e em Portugal há 10 anos.
Especializado em Astrologia Cármica, Terapeuta Florais de Bach e Xamanismo. Artista gráfico e criador de mandalas.
Publicou em Portugal os livros MANDALAS MÁGICAS e MANDALAS SIGNOS DO ZODÍACO, ambos pela editora Verso de Kapa.
Mantém uma coluna diária de astrologia no portal ASTROCLICK e coluna semanal no site
www.marcelodalla.com

 

Ilustração: Scorpio by Julie Dillon

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA