Quando fui convidada a escrever sobre este tema me senti sendo sugada por uma espiral para fora da linha do tempo. Para um lugar onde pude rever os milhares de textos e livros que li a respeito buscando a realização, o dinheiro, a boa vida. Foram milhares de quilômetros de frases escritas com a melhor das intenções para estimular o leitor a criar prosperidade em sua vida.

Segui muitos conselhos, fiz um esforço grande para atingir certas metas. Até conseguia, mas que não sustentava por muito tempo. Lembrei de tudo isso agora, aqui diante dessa página em branco e sorri com a certeza de que não iria oferecer nenhuma receita miraculosa. Vou sim contar como voltei a participar do fluxo da abundância da vida. Afinal prosperidade “vem do latim prosperitate que significa estado ou qualidade de próspero, feliz, abastado, que está em plena ascensão” (do dicionário informal.com.br).

Um estado de graça. Um estado de bem aventurança.

Nascemos assim.

Acredito que essa é a melhor informação que posso lhe dar. E descobri isso ao ler este texto que segue, de Lao Tzu:

“Se você observar a natureza, verá que ela dispende o mínimo de esforço em seu funcionamento.
A grama não se esforça para crescer, apenas cresce.
O peixe não se esforça para nadar, apenas nada.
As flores não se esforçam para abrir, apenas desabrocham.
Os pássaros não tentam voar, apenas voam…
Essa é a natureza intrínseca.
A Terra não se esforça para girar sobre seu eixo; é próprio de sua natureza girar sobre o seu eixo.
É próprio de sua natureza girar a uma velocidade estonteante e rolar pelo espaço.
É da natureza dos bebês o estado de graça.
É da natureza do Sol brilhar.
É da natureza das estrelas piscar e reluzir.
E é da natureza humana materializar seus sonhos…

E quando seus atos são movidos pelo amor, não há perda de tempo, de energia e de esforço.
Ao contrário, tudo se multiplica e acumula.
Temos a nossa grandeza.
Libere-se para vislumbrar a verdadeira grandeza do Universo: Sorria! Ame! Sinta-se feliz! Aceite-se! Permita-se!
O ser integral conhece sem ir, vê sem olhar e realiza sem fazer.”

Agora fica o meu mais profundo desejo que a partir daqui você venha participar desse fluxo!

 

Astrid Annabelle / Ma Jivan Prabhuta
Consultora e terapeuta em ciências metafísicas. Mestre em Reiki Usui, Karuna Reiki, Seichim- SKHM Reiki, Magnified Healing, Cura Prânica. Iniciada na Medicina Sagrada da Serpente Dourada. Palestrante, professora. Como sannyasi recebeu o nome de Ma Jivan Prabhuta, que significa “Mãe que irradia a força da vida”.
Blog: Navegante do Infinito

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Gratidão por esta reflexão que partilhou no dia que corresponde ao meu do meu aniversário.

    Sábias as palavras de um sábio da antiguidade e que remetem para a nossa essência. Aquela que está em nós mas que continamos a procurar fora…

    Estou a lê-la através do blog ‘ Cova do Urso’ que continuo a seguir agora em busca dos blogs que nele se alojam partilhando o bem.

    Abraç de Luz.

    MJ

DEIXE UMA RESPOSTA