Quando se fala de propósito, sempre vem à mente o propósito de vida que podemos estipular para nós mesmos, a fim de tentarmos entender o que estamos fazendo nesta vida. Os filósofos sempre se questionaram sobre o real propósito de nascer viver e morrer, qual o sentido da existência.

Uma vez li sobre o mito de Sísifo que é um ensaio filosófico escrito por Albert Camus, em 1941. No ensaio, Camus introduz a sua filosofia do absurdo: o homem em busca de sentido, unidade e clareza no rosto de um mundo ininteligível, desprovido de Deus e eternidade. Camus descreve várias abordagens do absurdo na vida. O último capítulo compara o absurdo da vida do homem com a situação de Sísifo, um personagem da mitologia grega que foi condenado a repetir eternamente a tarefa de empurrar uma pedra até o topo de uma montanha, sendo que, toda vez que estava quase alcançando o topo, a pedra rolava novamente montanha abaixo até o ponto de partida por meio de uma força irresistível, invalidando completamente o duro esforço despendido. (Fonte : Wikipédia)

Ele fala sobre o absurdo da vida, de todos os dias fazermos sempre a mesma coisa, na ilusão que no futuro, sempre no futuro, possamos desfrutar. Acredito que a nossa vida tem que nos dar alegria agora, pois não temos a certeza do amanhã.

Uma das coisas mais importante na realização pessoal está relacionada ao outro.
O ato de gerar felicidade e bem estar para outro ser vivo gera em nós um sentido para a nossa existência.

Uma pessoa que faz o seu trabalho, entendendo o real valor que produz na vida de outra pessoa ou ser vivo gera um sentido maior, um propósito para levar a pedra até o alto da montanha todos os dias. Isso gera pertencimento e faz com que a pessoa saiba que o seu trabalho, seja ele qual for, faz a diferença na vida do outro.

Essa questão de propósito invadiu as empresas, todas agora querem ter um propósito. Muitas por marketing… porém, muitas entendem a diferença de se ter ou não um.

Mas porque sua empresa deve ter um propósito?

Bom, a primeira coisa é entender que as empresas são feitas de pessoas que relacionam com pessoas. As pessoas querem encontrar um motivo maior para levantar todos os dias e passar 8 horas no seu trabalho.

Outro fato, é que as pessoas querem se relacionar com empresas que tem um motivo maior para existirem, além de ganhar dinheiro. Aqui não há nenhum julgamento nisso, mas as empresas que geram um valor e trazem um benefício real para o bem estar da sociedade, geram fãs.

Em qualquer relacionamento que uma empresa tenha, como: funcionários, fornecedores e clientes… quando há um propósito, isso gera um maior compromisso nas atividades relacionadas à sua empresa. Isso é ganho de produtividade. As pessoas se sentem orgulhosas de fazer parte de empresas que tenham um propósito com o qual elas se identificam. Por isso, falam com frequência dos projetos desenvolvidos para seus familiares e amigos. Isso é propaganda.

E como se cria um propósito para a sua empresa?

Mais do que criá-lo, o propósito de uma empresa tem que ser descoberto. Para tanto, é necessário parar e pensar: como o meu negócio muda a vida das pessoas?

Vale repetir: quando uma empresa tem um propósito e todas as suas ações internas e externas são motivadas por ele, você gera um valor a mais para os seus funcionários, parceiros, fornecedores. Enfim, todos os stakeholders são impactados.

Lembre-se: um propósito nasce de dentro para fora, não há como divulgar um propósito e internamente ter outro comportamento e valores.

Durante toda a minha vida profissional sempre desenvolvi unidades de negócios, sempre amei iniciar uma nova área da empresa do zero. Desenvolver uma área comercial de uma nova linha de produtos ou ajudar a empresa a desenvolver o seu negócio me deu a possibilidade de conhecer diversas soluções e nichos diferentes.

Em 2017 iniciei um curso de formação em Xamanismo. Terminei o curso em julho de 2018, justo quando havia finalizado mais um desenvolvimento de uma unidade de negócio em uma empresa. Estava cansada, pois era um ambiente muito pesado.

No curso de Xamanismo consegui descobrir o meu propósito de vida. Minha missão de alma, que é ajudar as pessoas a desenvolver seus projetos e empresas. Então, resolvi incluir as práticas xamânicas nesse trabalho. Com uma amiga e mestre xamã Paula Sousa nasceu o projeto CRIANDO PONTES, que tem como objetivo ajudar as pessoas a desenvolverem seus projetos profissionais, criar uma ponte entre o sonho e a realização da empresa ou projeto.

Para atingir esse objetivo utilizamos duas ferramentas: o planejamento estratégico e o xamanismo. O planejamento é imprescindível para saber exatamente onde se está e desenvolver um plano para atingir os  resultados esperados. O planejamento olha todos os aspectos do desenvolvimento de uma empresa ou projeto, como: proposta de valor, clientes, parcerias, atividades principais, canais de entrega, recursos, receitas e despesas. Assim analisamos o potencial e, também, o que precisa ser aprimorado. E desenvolvemos o plano de ação.

Com o Xamanismo temos a oportunidade de ampliar a visão além das questões práticas para desenvolver o projeto, olhamos as questões emocionais. Muitas vezes, a pessoa tem uma ideia ótima, mas simplesmente não sai do lugar. Através das meditações xamânicas ao som do tambor podemos olhar quais são as travas, as crenças limitantes que impedem o avanço do projeto e devem ser transformadas para abrir o caminho. Assim, potencializamos as forças pessoais. Fica muito mais fácil atingir os objetivos!

Convidamos você para conhecer nosso trabalho – CRIANDO PONTES. Entre em contato conosco, gostaria conhecer você e seus projetos!

Fernanda Brito
Idealizadora do Criando Pontes. Tecnóloga em processamento de dados. Mais de 20 anos de experiência na área comercial e marketing. Curso em Gestão de Projetos, Formação em Xamanismo, Curso em Biomimética.
Instagram: @criandopontes
Email: Fernanda_brito@yahoo.com.br

COMPARTILHAR