O verão bate à nossa porta e sentimos aquela vontade de por os pés na areia, dar aquele “tchibum” na onda e relaxar o corpo e a mente. Só que nesse exato momento surge uma questão. O que fazer para fugir das multidões, agitação, trânsito, filas e daquela sensação contraditória de que seria melhor ter ficado em casa? Apesar da intensa especulação imobiliária, carros tunados com ritmos tropicalientes, saídas de esgotos, bugues e jet skis acelerados e enxames de turistas animados, ainda é possível encontrar praias lindas, limpas e sossegas no litoral brasileiro.

Para salvar algumas almas, vou cometer aqui o temeroso pecado de revelar lugares para quem busca uma praia bonita e um ambiente tranquilo, torcendo para não ser trucidado pelos aventureiros e desbravadores puristas. Mas espero e torço confiante que o leitor destas dicas tenha em mente apenas um objetivo: a busca sincera de momentos de paz, respeitando natureza e o ritmo calmo e sem afobação dos lugares que vou revelar.

Para a sorte do meio ambiente, de quem vive nesses lugares e daqueles que buscam o sossego na estação mais quente do ano, o acesso a eles é geralmente difícil, demorado e, em alguns casos, um verdadeiro mistério. Por isso, me limitarei a indicar o lugar e descrever suas características, sem revelar segredos que facilitem sua descoberta. Desejo que você seja um aventureiro de verdade, um amante da natureza e que, quando chegar ao seu destino, lembre todo dia em ser um bom turista.

Vamos começar pelo sul do País. Apesar do intenso fluxo turístico, ainda existem lugares selvagens e tranquilos nessa região. Minhas dicas ficam na ilha de Florianópolis, um lugar de difícil locomoção na alta temporada. Por essa razão, meu primeiro conselho é: Se for para alguma praia local, permaneça nela o máximo de tempo possível.

Lagoinha do Leste/SC

A primeira praia que escolhi é a Lagoinha do Leste que resiste isolada e preservada há décadas, graças à sua difícil trilha de acesso que leva quatro horas para ser percorrida a pé e que traz desafios como subidas íngremes e passagens por dentro da mata fechada. Respire fundo e acredite que você vai conseguir porque, quando chegar ao seu destino, vai ter a grata surpresa de se ver em um dos lugares mais incríveis de Floripa. Leve comida e água, porque lá não existe nenhum boteco com cerveja gelada esperando por você.

Praia dos Naufragos/SC

E para quem for ainda mais aventureiro, existe outra opção. Ela está localizada no extremo sul da ilha. É a Praia dos Naufragos. Lá existe restaurante e bar, mas o acesso é ainda mais longo e difícil. Talvez a forma mais rápida de chegar seja pelo mar.
Note bem! Eu disse talvez.

Nos estados do Sudeste vou destacar destinos. Em São Paulo existem quatro opções. A Ilhabela é um destino muito procurado no verão, mas o que poucos sabem é que existe a praia de Bonete, uma das praias mais belas do lugar. Visitar essa praia é uma ótima oportunidade para esquecer que existe celular. No Bonete não existe energia elétrica nem sinal de celular.

Praia do Bonete – Ilhabela

Para chegar nessa praia povoada por uma comunidade caiçara é preciso atravessar a pé uma trilha de 15 quilômetros pelo Parque Estadual de Ilhabela. A trilha em si já é atraente. Você vai passar por três cachoeiras, uma exuberante vegetação e diversas espécies de animais da Mata Atlântica.

Em apenas um dia, é possível percorrer uma trilha especial entre Caraguatatuba e Ubatuba que tem como atrações quatro praias praticamente desertas: da Figueira, da Ponta Aguda, Mansa e da Lagoa. Para percorre os sete quilômetros dessa trilha é indispensável ter apoio de uma A trilha tem cerca de sete quilômetros empresa especializada em turismo de aventura.

Praia da Lagoa – Ubatuba

No munícipio de Cananéia, na Ilha do Cardoso, está a Praia da Lage, intensamente protegida pela Mata Atlântica. Além da natureza, a praia conta com diversas piscinas naturais de água doce. Pelo difícil acesso, fica reservada para poucos aventureiros. Se não for pelo mar, a trilha chega a quase 10 km, grande parte dela percorrida pela areia.

Praia da Lage/Ilha do Cardoso

No Rio de Janeiro são duas dicas. O acesso a Antigos e Antiguinhos, em Paraty, é muito difícil, o que transforma esta praia em um paraíso calmo e quase deserto. A andança começa na Vila de Oratória e prossegue a pé por mais trinta minutos, a partir da Praia do Sono, mas o cenário faz qualquer preguiçoso esquecer o esforço. O nome do lugar vem do fato de praia ter pedras que separam as duas enseadas. Em Antiguinhos, você pode se deliciar tomando banho de água doce nos dois rios depois de mergulhar no mar.

Antigos e Antiguinhos/RJ

Na Ilha Grande no Rio de Janeiro, Lopes Mendes é um paraíso na terra. Um amigo inglês muito, viajado, me garante que esse foi o lugar mais lindo que ele já conheceu. Para chegar lá é preciso atravessar a ilha por uma trilha de 6 quilômetros.

Lopes Mendes/ RJ

O acesso à bela praia Riacho Doce, no Parque Estadual de Itaúnas, no município de Conceição da Barra, no Espírito Santo, quase na divisa com a Bahia, também é feito por trilha de 10 quilômetros. Riacho Doce é considerada Patrimônio Histórico da Humanidade, pois suas dunas de mais de 30 metros de altura escondem a vila antiga de Itaúnas, soterrada entre as décadas 50 e 70. Um riacho que corta as dunas e deságua no mar motivou o nome da praia.

Riacho Doce/ES

E agora chegamos ao Nordeste, região famosa por ter as praias mais espetaculares do Brasil. Concorrida e lotada em muitos lugares, a Bahia ainda possui algumas praias isoladas e tranquilas. Boipeba é uma ilha com 20 quilômetros de praias, uma população que resiste bravamente às intervenções humanas e um dos lugares mais lindos do país. Mas chegar nela envolve um longo passeio de barco, que não chega a ser uma oportunidade ruim. Boipeba oferece a oportunidade de você se encontrar em uma praia completamente deserta.

Ilha de Boipeba/BA

Itacaré é linda, mas bem próximo dela existe um paraíso, Havaizinho. Com acesso por uma trilha nada difícil e longa, é possível sentir como se acabamos de chegar à tão sonhada ilha do Pacífico.

Havaizinho/BA

Alagoas e seu incrível litoral nos reserva duas praias. A do Gunga, no município de Barra de São Miguel, fica a 33k da capital Maceió possui lindas falésias e muito sossego e para chegar lá basta atravessar o Rio São Miguel.

Praia do Gunga/AL

Carro Quebrado, próxima a Barra de Santo Antônio, na Ilha de Croa, é cheia de piscinas naturais na maré baixa, sua água límpida de cor esverdeada e a areia branquinha. Coqueirais e falésias multicoloridas também fazem parte desse lindo cenário.

Carro Quebrado/AL

Em Pernambuco, a Praia do Cupe é lugar ideal para quem gosta de praticar surf e outros esportes aquáticos. É uma praia extensa, com coqueiros, água transparente e areia dourada, por esse motivo é possível ter momentos tranquilos, mesmo recebendo um bom número de turistas.

Praia do Cupe/PE

Por ser um lugar que limita o número de turistas, Fernando de Noronha oferece muita paz a quem visita a ilha. Considerada como a mais bonita do Brasil a Praia do Sancho tem água cristalina, cheia de peixes e outros animais marinhos, ótima para mergulho. Ela é coberta por vegetação nativa, ela tem areia branca, mar verde-esmeralda e muitos corais. E a vista que ela oferece para o Morro Dois Irmãos é de tirar o fôlego. espetacular.

O Rio Grande do Norte nos oferece a relaxante Galinhos, a 150 quilômetros de Natal. Praia de mar tranquilo, com paisagem de dunas e pouco movimento. A praia fica em uma vila de pescadores e para chegar lá é preciso pegar um barco, depois fazer uma caminhada. Desafio para os fortes. Galinhos é uma praia com mangues e águas limpas e esverdeadas. Entre março e julho, uma lagoa de água cristalina se forma em meio às dunas. Por lá não trafegam carros, apenas charretes puxadas por jegues que podem ser são usadas como táxi. O visitante pode fazer passeios de jangada e nadar perto das dunas.

Galinhos/RN

O Ceará tem a Barra dos Remédios, em Camocim, a 379 quilômetros de Fortaleza. Praia sem nenhuma infraestrutura e com muitas dunas. Entre elas existe um caminho até uma bela lagoa, formada pela foz do Rio dos Remédios. Com mangues e águas claras do mar se encontrando com as do rio, Barra dos Remédios tem outras atrações com água doce, os Lagos do Boqueirão, da Torta e Seco.

Barra dos Remédios/CE

Estas são as dicas que tenho para vocês. Outras praias secretas não me atrevo a revelar. Que todos tenham um ótimo verão.

Ronaldo Cooper
Nasceu em Porto Alegre, é jornalista, roteirista, fotógrafo e editor do blog VisualZine.
visualzine.blogspot.com.br

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA