Olá, amigos!

Hoje quero falar de Astronomia, mais do que de Astrologia. Quero também apresentar pra vocês um pouco da minha região, da terra onde nasci, que fica nas montanhas do sul de Minas Gerais.

Lá de Itajubá dá pra ver ao longe, no alto de um pico, o Observatório do Pico dos Dias. É um observatório astronômico localizado entre os municípios de Brazópolis e Piranguçu.  Mantido e operado pelo Laboratório Nacional de Astrofísica, que fica justamente na minha cidade natal, Itajubá. Aquela construção abobadada sempre me intrigou… é por onde se observa o céu mais de perto, é a janela pro Universo!

O Observatório é de grande importância para os astrônomos brasileiros. Possui três telescópios:

  • Telescópio 1,60m Perkin-Elmer
    Telescópio principal, entrou em funcionamento em 1981. O espelho primário tem um diâmetro de 1,60m, acompanha corpos celestes controlado por um programa de computador. O telescópio é utilizado para fotometria, espectroscopia e polarimetria.
  • Telescópio 0,6m Boller & Chivens
    Espelho menor, com 60cm de diâmetro, também utilizado para polarimetria e fotometria.
  • Telescópio 0,6 m Zeiss
    Mais antigo, do início dos anos 70 com projeto óptico clássico. Ele precisa ser apontado manualmente.
Telescópio 1,60m Perkin-Elmer

O Observatório é aberto ao público para visitação. Pode ser visitado de março a novembro, às terças-feiras, durante o dia, devendo as visitas serem agendadas com antecedência. Não é cobrada taxa de visitação, e aconselha-se levar casaco (fica a 1.864m de altitude). Os visitantes fazem observações nos telescópios fixos e em outros telescópios menores, assistem palestras e vídeos sobre astronomia. Vejam como agendar aqui.

Não preciso dizer que o visual é de tirar o fôlego, tanto durante o dia, quanto à noite. De lá de cima dá pra avistar várias cidades ao longe e as montanhas da Serra da Mantiqueira, incluindo a Pedra do Baú, próximo a Campos do Jordão. Mesmo sem telescópio, principalmente nas noites sem Lua e sem nuvens, o céu fica carregado de estrelas… e parece que quase dá pra tocá-las. Um poeta disse: “O mar de Minas não é no mar. O mar de Minas é no céu”…

Aproveito a deixa pra convidar: no feriado dos dias 7,8 e 9 de julho vamos fazer um retiro Astrológico e Xamânico, num sítio do ladinho desse lugar maravilhoso, no alto das montanhas. Eu e Monica Souza faremos meditações xamânicas, leitura de mapas, vivência com cristais e tarô. Faremos também um passeio no mirante Vó Cotinha que fica ao lado e serve como pista pra praticantes de paraglider. Os detalhes e as fotos estão no Dalla Blog – marcelodalla.com. Basta escrever pro email man_dalla@hotmail.com ou deixar seu email nos comentário que entramos em contato.

Em breve trago mais histórias e lugares daquela região!

Marcelo Dalla
Formado em Comunicação pela ECA – USP. Estuda astrologia há 30 anos, atua profissionalmente como astrólogo no Brasil e em Portugal há 10 anos. Especializado em Astrologia Cármica. Terapeuta Florais de Bach e Xamanismo, também é artista gráfico e criador de mandalas. Publicou em Portugal os livros MANDALAS MÁGICAS e MANDALAS SIGNOS DO ZODÍACO, ambos pela editora Verso de Kapa.
www.marcelodalla.com

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA