“As coisas que nos assustam são em maior número do que as que efetivamente fazem mal, e afligimo-nos mais pelas aparências do que pelos fatos reais”
.
Sêneca

Tempos atrás, li um texto que falava que o medo é uma projeção precipitada de um futuro não necessariamente negativo. Ou seja. Nossa tendência é antecipar injustificadamente um sentimento negativo sobre o que ainda não aconteceu.

O medo está em todas as pessoas e existem aquelas que adoram sentir medo, seja num montanha russa radical ou assistindo um filme de terror. O cinema é um dos meios de expressão artística mais eficientes para expressá-lo.

Alfred Hitchcock é o diretor que provocou nosso sentimento de medo tão intensamente que ficou conhecido como o Mestre do Suspense. Ele explorou com genialidade esse frequente estado emocional que surge diante de uma situação de eventual perigo.

Hitchcock sofria de ansiedade, tinha fobia de ovos, vivia com medo de fracassar e de autoridades personificadas como policiais, padres ou professores. Uma vez declarou – “…minha sorte na vida foi ser um apavorado, um covarde, viver com medo, porque um herói não faz um bom filme de suspense.”

No seu caso, o medo funcionou como elemento criativo. Com imensa imaginação visual e técnica, transformou suas ansiedades em filmes que marcaram a história do cinema.

Para aqueles que cultuam filmes como Rebeca, Pacto Sinistro, A Janela Indiscreta, Um Corpo que Cai, Psicose e Os Pássaros, obras populares desse diretor, roteirista e produtor inglês, o Museu da Imagem e do Som de São Paulo, MIS, apresenta a exposição Hitchcock – Bastidores do Suspense.

Uma interessante cenografia foi montada no museu em São Paulo para traduzir o universo criativo de Hitchcock. Passando por uma sequência de corredores opressivos, o visitante pode ver fotos, cartazes, maquetes, documentos, projeções, trechos de filmes e ouvir trilhas e efeitos sonoros que o diretor criou para abalar nossos nervos.

Se você é fã de Hitchcock e de cinema, visite a exposição.
Mas lembre-se, é por sua conta e risco.

Hitchcock – Bastidores do Suspense
MIS – Avenida Europa, 158. São Paulo
De terças a domingos, até o dia 21 de outubro de 2018

Horários:
10h-20h ter a sáb
09h-18h dom e feriados
A recepção abre 30 min antes da visitação.

Ingressos:
Sócios +MIS
Entrada gratuita!
Não Sócios:
R$12 (inteira), R$6 (meia)
Terças gratuitas (sujeito a lotação).
Crianças até 5 anos não pagam.
Telefone: 11- 2117 4777

Ronaldo Cooper
Nasceu em Porto Alegre, é jornalista, roteirista, fotógrafo e editor do blog VisualZine.
visualzine.blogspot.com.br

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA