Os animais simbolizam forças arquetípicas, aspectos instintivos, inconscientes do ser. São considerados como uma forma de manifestação do nosso poder pessoal. Essas forças atuam como guardiãs, emprestam suas forças nas horas de perigo e são elos entre nós e o Poder.

Um animal de poder não é um bichinho simpático que nos auxilia em aventuras, como costuma acontecer com personagens humanos dos desenhos animados.

Nosso poder, nossa força pessoal primitiva e xamânica nos acompanha desde o início. Mas ao longo das gerações e de muitas vidas, fomos domados, subordinados e castrados pela sociedade. Essa força continua latente, porém muitas vezes esquecida dentro de nós. É a parte mais autêntica e verdadeira que temos por trás de nossas obrigatórias máscaras.

Essa metáfora ilustra a ligação do homem medicinal, do xamã, ao animal:

“Conta uma lenda siberiana, que no princípio viviam dois Povos Celestiais na Terra. O povo que vivia no ocidente era bom, e o Povo que vivia no oriente era mau.


Os deuses criaram os homens e tudo vivia em paz e harmonia, mas o Povo Mau, enviou para os homens as doenças e a morte. Para aliviar o sofrimento das pessoas, os Deuses enviaram uma Águia para transmitir poderes medicinais do xamanismo.


A Águia foi até os homens, mas os homens não entendiam sua linguagem, de forma que ela não conseguiu transmitir a ciência e o dom da medicina. Á Águia voando, com a firme decisão de cumprir sua missão, viu das alturas uma bela mulher, dormindo nua, nas sombras de uma árvore.


A Águia pousou, fez amor com essa mulher, e do fruto desse amor, nasceu o primeiro xamã da Terra.”

Jung considerava o simbolismo animal como uma visualização do Eu Inconsciente. Ele afirmava que o homem torna-se humano ao conquistar a sua individualidade animal.

Todos nós temos um animal que faz parte de nossa Medicina Pessoal. Os Totens, ou animais de poder são uma força que nos ajudam na busca de harmonia. Estão profundamente enraizados na nossa consciência, representando qualidades que necessitamos desenvolver, as lições que devemos aprender, com intuição e humildade, que estão ocultas. Quando evocamos o poder do animal, evocamos a essência da criatura.

Aprendendo sobre os aspectos animais de nossa própria natureza, podemos nos conectar com padrões instintivos que guiam o comportamento dos animais e que estão presentes nos seres humanos, como uma fonte inesgotável de sabedoria.

Os animais de poder são manifestações dos poderes arquetípicos ocultos, que estão por trás das transformações humanas. Tornam nosso corpo mais vigoroso, aumentam a resistência a doenças, a acuidade mental e a autoconfiança.

Eles auxiliam no diagnóstico de doenças, na realização de objetivos desafiadores, para aumentar a disposição, auxiliam no autoconhecimento. Enfim, são nossos aliados.

Cada animal traz seus talentos específicos, ou uma essência espiritual, e através disso, cada um com sua própria medicina, transmitem-nos a sua sabedoria.

SIMBOLOGIA DOS ANIMAIS

O simbolismo animal está profundamente gravado em nosso inconsciente coletivo. Herdamos sentimentos e recordações inconscientes que condicionam nosso comportamento consciente. Quando os antigos classificaram as propriedades dos animais de poder, estavam na verdade classificando comparativamente as pessoas, de acordo com a forma como o Poder se aproximaria melhor delas e vice-versa. Estavam dando nome e corpo ao nosso poder pessoal.

A simbologia animal está presente em diversas culturas em todas as linhas de ocultismo: na alquimia, nas cartas de tarô, nas runas, no I Ching, etc. Na astrologia os símbolos astrológicos são animais. Na astrologia chinesa idem. Nos chacras, há para cada vórtice um animal que carrega o bija (semente ). A Kundalini é representada por uma serpente.

Na internet podemos encontrar vasta informação sobre a simbologia dos animais. Aqui no blog já fiz postagem sobre diversos deles e pretendo continuar, pois a lista de animais é imensa. Deixo abaixo os links do que já fiz e quem quiser pode sugerir nos comentários seu animal de preferência.

ÁGUIA

ELEFANTE

CORUJA

LOBO

URSO

SERPENTE

BORBOLETA

CISNE

PÉGASO

BALEIA

PAVÃO

ONÇA/JAGUAR

BEIJA-FLOR

GOLFINHO

COMO DESCOBRIR SEU ANIMAL DE PODER?

Segundo a tradição, nosso animal de poder pode se mostrar em sonho, visões, meditações, vivências especificas, danças, entre outras maneiras.

Através de meditações xamânicas ao som do tambor, esse poder pessoal pode ser cultivado, resgatado e canalizado para se afinar com a magia natural  do universo. O tambor é uma chave para comunicação com um poder mais alto. O ritmo do tambor, considerado em algumas crenças como o cavalo que transporta o xamã em transe, em outras eram consideradas asas de transporte espiritual, que elevam o espírito do xamã.

Para os iniciantes, o ideal é que essas meditações sejam conduzidas por um mestre. Mas recomendo também um artigo sobre como buscar seu animal de poder aqui.

Sejamos felizes!

Marcelo Dalla
Formado em Comunicação pela ECA – USP.
Estuda astrologia há 30 anos e atua profissionalmente como astrólogo no Brasil e em Portugal há 10 anos.
Especializado em Astrologia Cármica, Terapeuta Florais de Bach e Xamanismo. Artista gráfico e criador de mandalas.
Publicou em Portugal os livros MANDALAS MÁGICAS e MANDALAS SIGNOS DO ZODÍACO, ambos pela editora Verso de Kapa.
Mantém uma coluna diária de astrologia no portal ASTROCLICK e coluna semanal no site
www.marcelodalla.com

 

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA