Há sete anos nascia Samuca e a mãe dele, Rita, nas raras horas vagas entre troca de fraldas e amamentações incontáveis, iniciou um diário que retratava o cotidiano de descobertas, micos, surpresas, alegrias e apreensões de uma mãe de primeira viagem e seu filho. O diário via internet se transformou no divertido e emocionante blog Ser Mãe É Padecer na Internet. Agora que o menino cresceu e até viaja sozinho com os colegas da escola, para dar continuidade aos temores e dramas maternais – Sim mães, fiquem firmes! Eles nunca têm fim – Rita lança o livro Mãe Sem Manual, pela editora Belas Letras.

O livro carrega a premissa de que cada maternidade é única e não existe fórmula ou regra para criar um filho. Na maternidade, cada dia traz algo novo, uma emoção ou preocupação diferente. Quem é mãe sabe disso melhor do que ninguém. Cada futura ou nova mãe tem que observar a sua realidade e situação para resolver questões que somente ela e seu parceiro estarão vivenciando. Por isso, mesmo com o título, Rita não tem a pretensão de ditar regras em seu “manual”.

Com texto bem-humorado e ilustrações divertidas de Thaiz Leão, o livro retrata as vivências experimentadas no período de um ano por uma mãe, desde o momento da revelação da gravidez, passando pela fase do pós-parto, muitas vezes traumática, pelas horas de sono perdidas com amamentação, febres, cólicas, tomadas de decisão longamente discutidas sobre a conveniência, por exemplo, do uso de uma simples chupeta e o encantamento dos primeiros passos e palavras do bebê.

Todas estas situações e muitas outras, são retratadas em capítulos no Mãe Sem Manual com ajuda de depoimentos de outras mães e informações de especialistas, como pediatras, obstetras e advogados. Pode não existir um manual mágico ou básico para uma mulher se tornar uma boa mãe, mas o livro de Rita Lisauskas traz caminhos e luz para essa longa e maravilhosa jornada.

MÃE SEM MANUAL
Rita Lisauskas
Editora Belas Letras
R$ 39,00

Ronaldo Cooper
Nasceu em Porto Alegre, é jornalista, roteirista, fotógrafo e editor do blog VisualZine.

visualzine.blogspot.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA