Júpiter inicia sua retrogradação no signo de Libra, signo do equilíbrio nas parcerias e relacionamentos. Ficará retrógrado até 10/06. Temos um período de revisões e ajustes em sociedades, pactos e parcerias. Tempo de zelar muito bem pela ética e pela justiça, respeitando as regras do jogo, alinhando interesses, cultivando harmonia nas relações.

Júpiter fica retrógrado aproximadamente uma vez a cada ano. A retrogradação dos planetas é um fenômeno de natureza ótica (visto da Terra, o planeta parece caminhar para trás) e traz profundos significados para a Astrologia. Qualquer planeta, quando está direto, está na sua função masculina/extrovertida, voltado para a ação externa. A retrogradação acrescenta nuances femininas/introvertidas, a ação se passa em boa parte dentro de nós.

Júpiter rege as grandes viagens, os grandes eventos, a justiça, a expansão, a filosofia de vida. Durante sua retrogradação, nem tudo ligado a esses assuntos pode sair perfeito como imaginamos. Vale baixar as expectativas. É como se não pudéssemos saber o que esperar até o último minuto.

Pra quem planeja viagens ao exterior para expansão no trabalho, por exemplo, é ideal marcar para quando Júpiter estiver direto. Já as viagens de cunho mais introspectivo, para vivências espirituais ou para revisitar lugares e pessoas do passado, ficam favorecidas.

Vamos então conter a ansiedade, não podemos contar com o ovo antes da galinha. Pessoas ou empresas que estão em posição “superior” a nós (Júpiter também representa quem é maior ou está em vantagem) podem falhar ou atrasar no atendimento de nossas necessidades. Companhias aéreas cancelam voos com maios frequência. Universidades, mestres ou professores demoram mais para atender solicitações.

Período bom para refletir sobre o que nos falta: dinheiro, satisfação, prazer, amor… Não podemos crescer e promover mudanças sem antes observar o que não está bom. A ideia é primeiro crescer por dentro, percebendo onde não cabemos mais, para depois projetar isso em nossas vidas.

Júpiter é um planeta filosófico e encarar as verdades por vezes é doloroso. Sejamos corajosos para perceber e assumir: o que acontece tem a ver comigo? Onde estou perdendo por ser pequeno, egoísta, mesquinho, tacanho?

Lembro novamente que Júpiter transita por Libra, signo da balança, da harmonia e do equilíbrio em nossas relações. As reflexões ganham um tom libriano:
– Exijo muito do outro e ofereço pouco?
– Pelo contrário, ofereço muito e recebo pouco?
– Estou aberto para amar livremente, sem paixões doentias e dependências?
– Respeito o que foi combinado? O parceiro me respeita?
– Há arrogância, orgulho e egoismo em meus relacionamentos?

Júpiter também rege os excessos. Portanto, temos um período ideal para otimizar nossos recursos, Vamos cortar excessos e desperdícios, controlar exageros.

Outros temas em evidência:
– Revisões em posturas dogmáticas, daqueles que se acham o dono da verdade.
– Revisões em assuntos jurídicos, que podem apresentar mais lentidão.
– Não é um bom período para encaminhar processos na justiça. Caso seja absolutamente necessário, é melhor contar com atrasos nesses assuntos.
– Eventos esportivos ou culturais de grande porte deixam de contar com as benesses desse planeta.
– Intercâmbios com regiões distantes pedem mais cuidado, revisões e atenção.
– Devemos diminuir nossas expectativas em relação ao progresso e expansão de projetos ou de empresas.
– Cuidado para não pecarmos pelo excesso de confiança.

Sejamos felizes!

Marcelo Dalla
Formado em Comunicação pela ECA – USP. Estuda astrologia há 30 anos, atua profissionalmente como astrólogo no Brasil e em Portugal há 10 anos. Especializado em Astrologia Cármica. Terapeuta Florais de Bach e Xamanismo, também é artista gráfico e criador de mandalas. Publicou em Portugal os livros MANDALAS MÁGICAS e MANDALAS SIGNOS DO ZODÍACO, ambos pela editora Verso de Kapa.
www.marcelodalla.com

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA