Júpiter inicia sua retrogradação no signo de Capricórnio no dia 14/05/20. Ficará retrógrado até 13/09. Temos um período de revisões nos assuntos relativos ao planeta.

Júpiter fica retrógrado aproximadamente uma vez a cada ano. Qualquer planeta, quando está direto, está na sua função masculina/extrovertida, voltado para a ação externa. A retrogradação acrescenta nuances femininas/introvertidas, a ação se passa em boa parte dentro de nós.

Júpiter rege as grandes viagens, os grandes eventos, a expansão, os estudos superiores, as escolas. É a energia do entusiasmo para crescer, alargar horizontes. Interessante observar que Júpiter está em queda no signo de Capricórnio (o planeta se exalta no signo de Câncer). Os setores regidos por ele foram justamente os primeiros a serem afetados pela pandemia.

Júpiter em Capricórnio vem trazer lições sobre o crescimento desenfreado e a ganância. Lições sobre limites, sobre crescer aos poucos, com planejamento, responsabilidade e consciência. Não podemos crescer e promover mudanças sem antes observar o que não está bom.

A ideia é primeiro crescer por dentro, percebendo onde não cabemos mais, para depois projetar isso em nossas vidas. Durante sua vale retrogradação, portanto, vale baixar as expectativas. Vamos aprender a otimizar recursos, cortar excessos, identificar exageros. A viagem agora é pra dentro, para a introspecção e o crescimento espiritual

Tempo de zelar muito bem pela ética e pela justiça, respeitando as regras do jogo. Justiça é outro tema de Júpiter, que segue junto com Plutão (também retrógrado) em Capricórnio. Tudo indica que nos próximos meses veremos o lodo sendo remexido. Os dois planetas trarão à tona muito do que andava oculto…

Vamos então conter a ansiedade, não podemos contar com o ovo antes da galinha. Pessoas ou empresas que estão em posição “superior” a nós (Júpiter também representa quem é maior ou está em vantagem) podem falhar ou atrasar no atendimento de nossas necessidades. Muitos esperam um retorno mais imediato à “normalidade”. Sinto informar, mas essa normalidade nem mais existe, é tempo de revisões e reformas amplas, gerais e irrestritas.

Período bom para refletir sobre a insatisfação, o desperdício, a gula, sobre crenças ligadas ao sentimento de “falta”: dinheiro, satisfação, prazer, amor… Vamos rever filosofias, crenças, ideais e assuntos ligados à fé também. Bom para rever questões judiciais, revisar dissertações de mestrado ou teses de doutorado.

Júpiter é um planeta filosófico e encarar as verdades por vezes é doloroso. Sejamos corajosos para perceber e assumir: o que acontece tem a ver comigo? Onde estou perdendo por ser pequeno, egoísta, mesquinho, tacanho?

Outros temas em evidência:
– Revisões em posturas dogmáticas, daqueles que se acham o dono da verdade.
– Revisões em assuntos jurídicos, que podem apresentar mais lentidão.
– Intercâmbios com regiões distantes pedem mais cuidado, revisões e atenção. As viagens, nem preciso dizer, estão suspensas.
– Devemos diminuir nossas expectativas em relação ao progresso e expansão de projetos ou de empresas.
– Cuidado para não pecarmos pelo excesso de confiança.

Sejamos felizes!

Marcelo Dalla
Formado em Comunicação pela ECA – USP. Estuda astrologia há 30 anos, atua profissionalmente como astrólogo no Brasil e em Portugal há 14 anos. Professor de Astrologia, especializado em Astrologia Cármica. Terapeuta Florais de Bach e Xamanismo, também é artista gráfico e criador de mandalas. Publicou em Portugal os livros MANDALAS MÁGICAS e MANDALAS SIGNOS DO ZODÍACO, ambos pela editora Verso de Kapa.
www.marcelodalla.com

COMPARTILHAR