Olá, amigos!

Compartilho aqui um amplo material sobre o planeta Júpiter, que faz parte do conteúdo do meu curso de Astrologia. Além da simbologia de Júpiter, a interpretação do planeta em cada casa e em cada signo no mapa natal, inclusive Júpiter retrógrado. Espero que façam bom proveito!

JÚPITER NA MITOLOGIA

Associado ao deus dos deuses, Zeus, na mitologia grega, tradicionalmente dominava todos os lugares que atingisse o seu raio. Protegia as colheitas de uvas e estava relacionado aos juramentos, os tratados e as cerimônias matrimoniais mais antigas.

Estátua de Júpiter – Roma Antiga, final do séc. I
Museu Hermitage

É o pai dos deuses (que exercia a autoridade sobre os deuses olímpicos na antiga religião grega). É o deus dos céus, raios, relâmpago que mantêm a ordem e justiça. Os raios que atingiam a Terra, vindos diretamente dele, eram considerados símbolo da sua majestade.

O Rei dos Deuses, que supervisionava o universo. Na mitologia greco-romana, mesmo os deuses que não são filhos naturais de Zeus dirigem-se a ele como Pai, e todos os deuses se põem de pé diante de sua presença.

JÚPITER NA ASTROLOGIA

Representa a expansão, o entusiasmo, a vontade de crescer, abarcar mais. Tudo o que é alegre, colorido e essencialmente brando, temperado. A sorte, a generosidade, a fé, o otimismo, a esperança. As longas jornadas, sejam elas, físicas (viagens) ou intelectuais (estudos, filosofia, conhecimento). É associado à fartura, à honestidade, à bonança e à prosperidade. Mas também pode representar o excesso, o desperdício e o exagero.

É o maior planeta do nosso sistema solar. É o astro expansivo do zodíaco, na Astrologia Tradicional considerado o Grande Benéfico. Os filhos de Júpiter têm um verdadeiro senso de justiça, seja a justiça criada pelo homem ou uma justiça natural. A relação com o universo na forma de religião e filosofia pode ser proporcionada pelo planeta. O amor pela liberdade, novas experiências, generosidade e expansividade permitem que seus filhos cresçam mesmo através de imposições e desafios.

  • Palavra-chave: Expansão
  • Domicílio: Sagitário e Peixes
  • Exaltação: Câncer
  • Queda: Capricórnio
  • Exílio: Gêmeos

Júpiter nos inspira capacidade de perceber o potencial das circunstâncias e da vida, o que nos leva à uma exploração física ou jornada mental a fim de ampliar nossa experiência consciente.

Desloca-se entre 13 e 15 minutos diariamente, levando aproximadamente 12 anos para atravessar todo o zodíaco e ficando cerca de 1 ano em cada signo. A Casa 9 e a Casa 12 estão associadas a Júpiter, que rege os signos de Sagitário e Peixes e tem a quinta-feira como dia da semana.

Júpiter possui mais afinidade com o Sol, Lua e Marte. Expressa seu melhor nas casas 1, 4, 9 e 11. Na verdade, Júpiter raramente consegue atrapalhar o potencial de uma casa ou signo, mesmo durante um trânsito mais tenso. O planeta tem a fama de proteger uma casa astrológica – ou proporcionar o máximo dos resultados esperados. Tem potencial para expandir os assuntos da casa em que se encontra. Pode expandir os ganhos, mas também os débitos, dependendo dos significados daquela casa.

As casas aspectadas por Júpiter no mapa mostram onde podemos crescer como seres humanos e quais são os assuntos que vamos atingir um maior espectro de conhecimento e domínio.

Júpiter também simboliza o protetor, o pai adotivo ou o tutor. Representa a pessoa que patrocina e estimula as artes, a ciência ou o ensino, o amigo influente, o administrador, o religioso, o professor e o educador. As figuras do político, magistrado, jurista, banqueiro e empresário também podem ser simbolizadas pelo planeta, que trata fundamentalmente de crescimento, abundância, expansão, graça, abrangência e ascensão, além de integração social, otimismo, confiança e fé.

Outros significados importantes da vida que podem sofrer influência de Júpiter são a riqueza pessoal, a fortuna, o conhecimento, o nosso sistema de crenças, as esperanças e desejos, o nosso apreço e estado de graça, a educação e todas as grandes celebrações. Os grandes passos para o progresso na vida de uma pessoa são alcançados com as bênçãos de Júpiter.

Júpiter também pode impedir um planeta ou casa de dar resultados muito negativos, provendo boas coisas quando em conjunção com a Lua, Marte ou Vênus. Quando o planeta está conjunto a maléficos ou aos Nodos Lunares, tende a controlá-los, impedindo-o de se expressarem de forma muito negativa. Júpiter é o único planeta que consegue controlar tais forças com uma eficácia maior, mas não sem um custo. Com isso, perde parte de sua energia, diminuindo um pouco de sua capacidade de dar os melhores resultados na casa onde está posicionado.

JÚPITER NO MAPA ASTRAL

Júpiter nos signos do Zodíaco oferece informações sobre crenças e padrões éticos, religiosos e filosóficos de uma pessoa. Ele mostra como a pessoa manifesta o seu interesse pela filosofia e educação superior. Externamente, Júpiter representa os direitos que o indivíduo tem, Psicologicamente, representa a fé e a confiança de que “tudo dará certo e por isso vale a pena prosseguir”. Em um mapa diurno (quando a pessoa nasceu de dia), Júpiter é especialmente mais forte no mapa do que em um mapa noturno.

A posição de Júpiter no mapa astral também indica onde a pessoa demonstra expansividade, onde realiza coisas em ampla escala. Indica também como a pessoa compartilha o que lhe foi oferecido e como manifesta a sua generosidade, recebendo assim, ajuda e benefícios superiores (ou espirituais).

Júpiter inspira um ideal, que torna possível a realização de amplos empreendimentos e progressos sociais. A casa astrológica onde Júpiter se encontra geralmente é uma casa de sorte e proteção, onde é possível o crescimento, embora isso dependa de cada um. É importante procurar fazer algo para aproveitar seus potenciais.

É um planeta social. Abre portas para o bom humor, simpatia, receptividade, natureza extrovertida, entusiasmo. Traz abundância material, mas também generosidade, filantropia, nobreza de caráter, senso de justiça e proteção, vontade de ajudar e apoiar. Traz ainda liberalismo, tolerância e sentido ético. Uma visão inspirada e confiante.

Já seu lado negativo traz um desejo ardente, intenso e desmedido de ter, de possuir e um comportamento orgulhoso, onde o indivíduo se auto engrandece e infla seu ego. Isso dá margem à imprudência, fazendo com que indivíduo passe a confiar demais na sorte assim como a esbanjar, desperdiçar de forma desregrada, despreocupada e sem moderação. Acompanham essas características, outras como negligência, preguiça, otimismo exacerbado, comodismo e extravagância.

No corpo humano está ligado ao fígado e aos pulmões. Suas doenças são relacionadas aos exageros de todas as espécies, tais como o diabetes, a obesidade e o alcoolismo, além de todas as inflamações do fígado e do pulmão. Rege também todos os tipos de inchaços.

Júpiter ainda simboliza a exploração e descoberta, seja material, física, espiritual, intelectual ou mesmo sociocultural. Ele cria um ambiente protetor que nos estimula a crescer, realizar uma obra ou transmitir o conhecimento.

Júpiter é o planeta responsável por abrir as portas para a sabedoria, disponibilizando os recursos materiais necessários, tornando possível para o homem transcender o que é normal, comum. Facilita e favorece essa ascensão – nós precisamos fazer a nossa parte e ajudar no processo. Simboliza o descobrimento de um mundo além de nós mesmos, é a forma de expansão universal.

Professores, gurus ou líderes inspiradores também têm a ver com o posicionamento de Júpiter no mapa astral. Caso Júpiter não esteja muito bem posicionado ou formar aspectos tensos, o nativo pode ter maus professores e guias na vida, com potencial para ensinar-lhe coisas erradas, assim como possuir crenças vazias, dogmáticas ou não muito válidas.

“Existe algo maior do que eu.”

Em Júpiter vencemos o medo do desconhecido para nos conectarmos a algo maior, que vai nos render possibilidades e oportunidades para crescer. Portanto, torna possível a descoberta de que há uma inteligência maior do que a da realidade onde vivemos.

JÚPITER NOS SIGNOS

JÚPITER EM ÁRIES

O nativo pode ganhar dinheiro através de seus méritos pessoais. Mas o excesso de otimismo pode provocar grandes perdas econômicas se não tiver cuidado. Há forte inclinação para as ciências, a literatura, a religião, as viagens. É possível que se dedique a duas profissões em simultâneo, ou que estas mudem várias vezes.

O nativo tende a ser precursor, pioneiro ou inovador, sua natureza não é conservadora. Geralmente é afortunado e respeitado. Tem habilidades especiais para a liderança, mantém sempre uma fé inquebrantável em si mesmo. Tende a tomar posições de responsabilidade, sobretudo em cargos públicos.

JÚPITER EM TOURO

Neste signo Júpiter produz lucros e ganhos em ocupações que, de algum modo, estão relacionadas com a igreja, a religião, a filosofia, o saber e as viagens. Também a agricultura, os alimentos, os cavalos ou qualquer atividade relacionada com as terras.

O nativo conta com grande intuição para os negócios e pode ser afortunado em questões monetárias. Com frequência recebe legados ou doações. Mas quando se excede no amor pelo dinheiro, este pode ser a sua perdição. Gosta dos prazeres da boa mesa e do conforto. Um dos seus passatempos preferidos é a cozinha. Tem tendência para engordar. É conservador, pouco dado a mudanças. É paciente e firme nos seus propósitos, digno de confiança. Ama a justiça, tem bom relacionamento e disposição tranquila.

JÚPITER EM GÊMEOS

O nativo pode contar com capacidade para os estudos filosóficos e para as atividades educacionais. Muitos escritores têm esta posição de Júpiter. É provável que os ganhos provenham de atividades relacionadas com o ensino, as editoras e as agências de turismo.

É inquieto, possui uma permanente atividade nervosa, um apetite insaciável pelas ideias inovadoras, sendo apaixonado por assistir a conferências ou cursos. Necessita conhecer um pouco de cada coisa e desenvolver a mente até um grau muito avançado.

Pode ser demasiado loquaz, charlatão, difuso nas ideias e indiscreto. É preciso cuidado para não mentir ou falar demais. Se medir os seus comentários pode evitar grandes perdas de dinheiro ou de posição social.

JÚPITER EM CÂNCER

O nativo conta com bom humor. É sensível, religioso, complacente e com opiniões cambiantes. Pode se destacar em ocupações agrícolas ou em negócios imobiliários. Também nas atividades artísticas: poesia, música, belas artes ou na cozinha e na restauração.

Essa posição de Júpiter indica riqueza, mas na última parte da vida, assim como a possibilidade de receber heranças. É preciso cuidado para não se deixar levar pela sensibilidade em questões monetárias. Desta forma, evita perder dinheiro.

Um dos seus maiores passatempos é passar horas no seu lar com a família, ouvindo música ou descansando. Por vezes esta posição indica possuir uma casa grande, ampla, com muita gente. Pode ser um excelente anfitrião, aficionado pelas reuniões em lugares onde possa desfrutar da comida e da bebida. Gosta da vida social (restaurantes, bares, hotéis, etc.). Pode se beneficiar através da ajuda de parentes ou de associações com mulheres.

JÚPITER EM LEÃO

O nativo é ambicioso, desejoso de poder, liderança, dignidade, luxo e exibicionismo. Está capacitado para as atividades ou tarefas públicas. Serve para mandar ou dirigir.

Pode se destacar como diretor, presidente, empresário, chefe ou capataz. As especulações ou investimentos e as atividades financeiras podem render-lhe bons dividendos. Chegará a fazer fortuna se controlar o seu orgulho e os seus excessivos anseios de poder.

Gosta de utilizar seu tempo livre praticando esportes ou alguma atividade artística. Possui uma forte constituição física e uma grande vitalidade que inspira confiança e respeito. Atribui grande importância à posição social e às honrarias. No afeto, é profundo, sincero e honesto.

JÚPITER EM VIRGEM

Com esta posição o nativo pode ser cético em questões religiosas, adotando uma postura intelectual e um tanto materialista das coisas, em vez de devocional e espiritual.

Boa posição para um escritor, para um técnico no manejo de computadores. Também para um psicólogo, médico, enfermeiro, nutricionista, veterinário, contabilista e artesão. Tem muitíssimas aptidões, mas pode ter dificuldade em fazer fortuna, já que em muitas ocasiões sente insatisfação no que faz e assim perderá boas oportunidades.

É perfeccionista em todos os sentidos. Considera a limpeza e a ordem como essenciais. Nutre grande interesse pela saúde física e mental, prestando por vezes serviços em hospitais ou instituições educacionais.

JÚPITER EM LIBRA

O nativo pode obter algum êxito social que lhe permitirá viver com despreocupação. Ganhos podem vir através do casamento ou de sociedades comerciais. Mas é preciso cuidado com o cumprimento de contratos, sejam profissionais, comerciais ou matrimoniais, para não perder dinheiro.

Pode se destacar como advogado e obter benefícios através de pleitos ou litígios. Também como assessor, diplomata, designer, decorador, profissional da beleza ou estilista. As atividades culturais o agradam. Nos seus tempos livres gosta de dançar, ir ao cinema, ao teatro ou assistir a espetáculos. Gosta de estudar e viajar em companhia.

Pode ter muitos amigos, contatos e habilidade no trato com o público. A sua grande capacidade para convencer as pessoas sobre certas ideias ou planos faz com que seja um excelente promotor. Não suporta brigas ou discussões conflituosas.

JÚPITER EM ESCORPIÃO

O nativo conta com instinto especial para os negócios e estes podem render-lhe largos dividendos. É muito provável que receba dinheiro por herança. Boa posição para o trabalho de investigação, pesquisa, engenharia ou medicina.

Sente forte atração pelo ocultismo e pela filosofia. Gosta de passar seu tempo livre fazendo amor, meditando ou simplesmente descansando. Possui uma personalidade reservada e sutil. Seus discernimentos são sagazes e críticos. Por vezes, o nativo tem um magnetismo especial que atrai as massas, assim como poderes de cura.

Mas pode ter problemas com amizades estranhas, baseadas em motivos ocultos.

O nativo faria melhor se evitasse a sua participação em sociedades ou negócios ilegais ou duvidosos. Também deve evitar iniciar processos jurídicos, porque é mínima a possibilidade de ganhá-los.

JÚPITER EM SAGITÁRIO

Neste signo Júpiter está em seu domicílio, proporcionando boa fortuna e êxito em geral. Favorável para a literatura, as viagens, as operações com cavalos ou barcos. Para esportistas, professores, editores, tradutores ou políticos. Em regra, o nativo é religioso, ético e sincero. Sem dúvida pode utilizar as melhores condições da sua mente.

Possui muito interesse pelas culturas estrangeiras, pela busca da sabedoria, pelas religiões ou conhecimentos sobre culturas e sistemas sociais diversos. É muito difícil que se aborreça: tem sempre alguma coisa para fazer, seja um passatempo, uma aventura ou uma atividade criativa.

Agrada-lhe o ar livre e os esportes. Pode aprender muito através das viagens. A sua personalidade é alegre, extrovertida e optimista. O seu respeito pela liberdade e a sua conduta imparcial fará que seja admirado e respeitado por todos, até mesmo seus adversários.

JÚPITER EM CAPRICÓRNIO

O nativo pode alcançar riqueza através da ambição, da perseverança, da paciência e da habilidade para administrar. Pode se destacar como político, engenheiro, empresário, na filosofia e na religião.

Conta com grande prudência, cautela e um critério maduro, ainda que possa faltar-lhe criatividade e imaginação. Mas é necessária uma mudança na consciência e um alinhamento com seus reais propósitos para que aprenda a desfrutar de suas conquistas profissionais.

Por estar tão embrenhado no seu trabalho e nas suas ambições, descuida de sua família e dos prazeres do lar. Deve aprender a desfrutar do seu tempo livre e deixar de lado, nesses momentos, as suas atividades profissionais. Pode demonstrar frieza e autoridade. Tem uma mente séria, reflexiva, responsável, engenhosa e com muita retidão. A paciência e a habilidade para administrar podem proporcionar-lhe riqueza.

JÚPITER EM AQUÁRIO

A predisposição religiosa cede para dar lugar ao lado mais humanitário de Júpiter. O nativo conta com bom humor e idealismo. Não estabelece distinções de classe social, raça ou religião.

A posição de Júpiter neste signo indica bons diplomatas, especialistas em relações de trabalho, públicas e humanas. A fortuna pode chegar-lhe através de sociedades ou corporações. Seus momentos livres podem ser utilizados para estar junto de amigos e atividades em grupo.

Sente grande atração pela sabedoria oculta, filosofia e astrologia. É um rebelde, de espírito científico e reformista. Agrada-lhe implantar novas ideias, por vezes demasiado extravagantes. É bom organizador e gosta de participar em associações com propósitos científicos e humanitários.

JÚPITER EM PEIXES

O nativo pode gozar de boa vida, mas é difícil que faça demasiada fortuna, uma vez que é pouco ambicioso e gosta da vida fácil. A indolência pode ser o seu pior defeito na área financeira e laboral.

Poderá se destacar como detetive, polícia, advogado, escritor de novelas, artista, músico, psicólogo, terapeuta ou médico. Gosta de cultivar a fé, pode encontrar a felicidade e a paz no plano espiritual, mais do que no material.

Encanta-o utilizar o tempo livre ouvindo música, desenhando ou em atividades artísticas em geral. A sua personalidade é intuitiva, imaginativa, emocional e compassiva. É muito sensível aos problemas dos outros e gosta de ajudar o próximo (especialmente os enfermos, os necessitados e as pessoas que sofrem).

JÚPITER NAS CASAS

JÚPITER NA CASA 1

Júpiter na Primeira Casa indica uma personalidade otimista e sociável. Aqueles que têm Júpiter nesta posição tendem a concentrar-se no lado mais positivo e brilhante da vida. Geralmente são honestos, confiáveis, amigáveis e benevolentes. Portanto, populares e benquistos. O seu otimismo e a sua autoconfiança inspiram confiança nos outros. O nativo cultiva atitudes pessoais dignas, especialmente na fase mais avançada da vida.

Em indivíduos mais evoluídos, Júpiter na casa 1 pode oferecer a capacidade de liderança social, educacional e religiosa. As pessoas com esta posição gostam de ser consideradas autoridades em alguma área da religião, da filosofia ou da educação. Realizam estudos elevados nestas áreas como início de se organizarem na sua busca por um papel. Podem ter insights proféticos sobre a lei espiritual e o destino da Humanidade. Sendo geralmente felizes durante toda a vida, parecem possuir um tipo de proteção divina, como se a Providência estivesse sempre cuidando delas.

Júpiter na casa 1 geralmente proporciona fortes convicções religiosas ou morais. Com frequência, esta posição produz líderes espirituais.

Pode haver tendência a engordar, particularmente nos últimos anos de vida. Além disso, pode haver comodismo e um sentimento exagerado de auto importância.

É preciso cuidado com excessos e exageros. Os nativos tendem a prometer mais do que podem cumprir.

JÚPITER NA CASA 2

Júpiter na Segunda Casa indica uma importante habilidade para a expansão dos negócios, proporcionando boa sorte com relação a dinheiro e propriedades. Mas é preciso saber poupar, tomar cuidado para que o dinheiro desapareça tão rápido quanto surgiu, ou que os lucros existam apenas no papel.

O nativo com esta posição com frequência envolve-se em negócios relacionados a bens imobiliários, produtos domésticos, alimentos, hospitais e outras instituições, psicologia, educação, levantamento de fundos, viagens e publicações.

O nativo também pode estar desatento às contingências imprevistas em empreendimentos nos negócios. É necessário cautela em dívidas contraídas. Outro cuidado a se tomar é com a tendência de considerar as coisas como garantidas e se frustrar.

JÚPITER NA CASA 3

Júpiter na Terceira Casa indica uma mentalidade otimista, filosófica e espiritualmente dirigida. Há interesse pela expansão mental nas áreas de educação, filosofia, ensino, publicações, religião, comunicação e viagens. Geralmente, o pensamento é compatível com as crenças e os tipos dominantes de comunicação da cultura.

Esta posição faz com que o nativo goste de viajar. Por isso muito tempo pode ser gasto em viagens curtas e longas. Há muita curiosidade com relação às tendências do pensamento social e dos meios de comunicação manifestados por todas as formas de escrita e discurso. Essas pessoas podem ser bons analistas, comentaristas sociais e políticos muito perspicazes.

Esta posição pode proporcionar bons relacionamentos com irmãos, irmãs e pessoas próximas. É preciso cuidado com excesso de confiança ou imprudência para evitar o perigo de acidentes durante viagens. Contudo, na maioria dos casos, o nativo não é fisicamente prejudicado.

JÚPITER NA CASA 4

Esta posição de Júpiter oferece relacionamentos familiares agradáveis, segurança, conforto e tranquilidade no lar e em todos os assuntos domésticos. Como os nativos geralmente pertencem a famílias financeiramente seguras, com boa posição na comunidade, obtêm muitos benefícios sociais e educacionais. Esta posição também proporciona boa sorte em geral na segunda metade da vida.

Essas pessoas com frequência herdam terras e propriedades dos pais ou outros membros da família. Júpiter na casa 4 indica também harmonia familiar em relação aos padrões religiosos e morais. Os pais proporcionam bons ensinamentos religiosos e morais no início da vida.

O nativo geralmente conta com um amplo círculo familiar e casas amplas. O lar pode ser utilizado como centro de atividades religiosas, sociais, filosóficas e educacionais. Se Júpiter estiver em harmonia com outros planetas, os benefícios materiais e espirituais se originarão no local de nascimento. Mas também pode ser uma boa ideia deixar o local de nascimento e se estabelecer em outro lugar.

É preciso cuidado com exageros e excesso de otimismo, como por exemplo, contrair dívidas em família para mantê‑los de acordo com o modo de vida ao qual estão habituados. É preciso observar se há limitação por crenças religiosas antiquadas impostas por membros da família.

JÚPITER NA CASA 5

Júpiter na Quinta Casa indica pessoas criativas nas artes, na educação, nos esportes e em todas as áreas relacionadas às crianças. Por gostarem muito de crianças, os nativos são professores e conselheiros espirituais que estimulam os jovens.

Geralmente seus filhos são afortunados, podem alcançar honra e distinção. É provável que os filhos mostrem interesse por filosofia e religião e, via de regra, seguem um bom caminho em sua educação.

A não ser que Júpiter esteja em grande desarmonia no mapa, esta posição indica felicidade no amor e a possibilidade de romance com uma pessoa de posses e status.

Os nativos com frequência envolvem-se em negócios relacionados à Bolsa de Valores, investimentos, educação, artes, lazer, entretenimento ou locais de diversão. É preciso cuidado com o excesso de otimismo, para que não haja grandes perdas financeiras como resultado de especulações ou investimentos imprudentes.

JÚPITER NA CASA 6

Júpiter na Sexta Casa indica um interesse pelo trabalho construtivo. Os nativos com esta posição desejam realizar algo prático que possa servir aos outros e contribuir para a ordem social. Há um interesse na cura do corpo e da mente, com frequência conduzindo ao trabalho em curas espirituais.

Pode haver a compreensão inata de que os estados emocionais e mentais de uma pessoa têm muito a ver com sua saúde física. Como o trabalho, especialmente o de cura, com frequência está ligado à espiritualidade, essas pessoas se interessarão por missões médicas, cura espiritual, massagem, homeopatia, terapias e outras formas de medicina natural.

Essas pessoas geralmente são benquistas e respeitadas no seu trabalho. Podem manter relações agradáveis com colaboradores, empregados e patrões porque estão conscientes de seu trabalho e procuram realizá‑lo bem.

Se Júpiter estiver desarmônico no mapa, é preciso cuidado com a preguiça e a tendência de empurrar o próprio trabalho para outros. É preciso observar se há uma atitude hipócrita em relação ao trabalho e ao que se espera dos outros. Cuidado também com problemas de saúde devido a excessos, que podem resultar em problemas do fígado.

JÚPITER NA CASA 7

Júpiter na Sétima Casa indica receptividade, benevolência e amizade, o que traz felicidade no casamento e em sociedades. Um forte senso de justiça faz com que os nativos sejam honestos e justos em seus relacionamentos. Por isso esperam honestidade e justiça dos outros.

Os valores morais e espirituais íntegros geralmente resultam num casamento feliz e duradouro. Essas pessoas com frequência se casam com alguém de posses ou elevada posição social.

As parcerias nos negócios também podem prosperar, porque existe bom julgamento na escolha dos sócios e honestidade no relacionamento. Em indivíduos mais evoluídos, o amor altruísta é abertamente manifestado. Os nativos desejam o maior bem-estar espiritual e material para os outros. Essa sincera preocupação faz com que recebam de volta confiança e amizade.

Há habilidade nas áreas relacionadas à lei, relações públicas, atendimento, vendas, negociações e mediação. É preciso cuidado com a tendência de considerar as coisas como garantidas e a esperar muito dos outros. Pode haver ingenuidade em sociedades e negócios. Isso pode expor os nativos a charlatães ou pessoas com ideias grandiosas e impraticáveis.

JÚPITER NA CASA 8

Júpiter na Oitava Casa indica possíveis benefícios por intermédio de heranças, seguros e finanças conjuntas. Contudo, se Júpiter estiver sob tensão no mapa, pode haver litígios com relação a pesados impostos sobre heranças.

Nos assuntos religiosos, há um forte interesse pela vida após a morte. É provável que essas pessoas se interessem pelo desenvolvimento espiritual. Alguns podem até mesmo contar com dons mediúnicos e se comunicar telepaticamente com habitantes de outras esferas.

Com frequência, os nativos se sentem atraídos por negócios como casas funerárias, seguros, contabilidade de impostos e levantamento corporativo de fundos.

JÚPITER NA CASA 9

Júpiter na Nona Casa indica profundo amor pela filosofia, pela religião, espiritualidade e educação superior. Os nativos com esta posição costumam formular um padrão moral e um sistema de filosofia definidos, pelos quais moldam as suas vidas.

Também se interessam bastante por todas as codificações de pensamento, incluindo leis, espiritualidade, religião, filosofia e educação superior. Assim, são bons professores e com frequência se associam a instituições de ensino superior.

Geralmente, procuram adquirir o máximo de educação.

Mas se Júpiter estiver sob tensão no mapa, talvez não tenham oportunidade de uma educação superior, ou podem desperdiçá-la devido à preguiça ou à indiferença pela disciplina que a educação exige.

Se optarem por um caminho religioso, tornam-se sacerdotes ou ocupam posições de importância dentro da hierarquia da Igreja, pois geralmente são liberais e tolerantes com as pessoas. Mas é preciso cuidado com posturas dogmáticas e crenças religiosas extremistas, que podem provocar intolerância.

Os nativos gostam de viajar, procuram estudar em países estrangeiros, aprender línguas ou visitá-los para aprender as suas culturas. As atividades profissionais podem-se relacionar a publicação, instrução, turismo e viagens.

JÚPITER NA CASA 10

Júpiter na Décima Casa indica destaque e posição elevada na profissão, na maioria das vezes manifestada na última parte da vida. Os princípios religiosos e éticos são utilizados em contatos de negócios e responsabilidades públicas. Ações benevolentes podem levá-los a posições de influência. Porém, essas boas ações podem não ser visíveis ao observador casual.

Com esta colocação de Júpiter podem contar com considerável ambição profissional, bem como honestidade e confiabilidade no que diz respeito aos deveres profissionais ou cargos públicos. Os nativos geralmente adquirem boa reputação e são considerados pilares da sociedade.

Essa posição de Júpiter confere boa capacidade executiva e de organização. É favorável para aqueles que buscam cargos públicos ou que se envolvem em política. Favorável também para administradores e executivos. Na área da educação superior, estes nativos costumam se preparar com afinco para serem dignos de maior confiança e responsabilidade, sendo recompensados com o reconhecimento dos outros.

Possuem atitudes dignas, especialmente nos últimos anos e podem adquirir riquezas nessa fase da vida. Mas a negligência dos assuntos domésticos, enquanto procuram realizar as suas ambições, pode provocar relacionamentos insatisfatórios no lar. É preciso observar se há hipocrisia e vaidade, que podem conduzir à reveses da sorte.

JÚPITER NA CASA 11

Júpiter na Décima Primeira Casa indica pessoas que atingem os seus objetivos por intermédio de amizades e atividades em grupo. Os nativos são bondosos com os seus amigos e preocupados com o bem-estar da Humanidade. Portanto, são benquistos, atraem amigos generosos e prestativos.

Em indivíduos mais evoluídos, os amigos oferecem e recebem muitos conselhos morais e espirituais importantes e inspiradores. Há um espírito de colaboração e consideração mútua, o que possibilita ao nativo realizar esforços amplos e construtivos com sucesso. As atividades de grupo com frequência possuem objetivos humanitários e caritativos, que quase sempre se concretizam por meio de organizações religiosas, educacionais ou fraternais.

As atividades nos negócios podem estar relacionadas a invenções, ciência, assistência social, ongs ou esforços de organização.

Na via negativa, o nativo pode ter tendência a se aproveitar dos amigos e considerá-los garantidos, negligenciando as responsabilidades para com eles. Algumas vezes as amizades estabelecem-se por motivos ocultos de lucros pessoais.

JÚPITER NA CASA 12

Júpiter na Décima Segunda Casa indica o interesse pela busca espiritual interior por meio do isolamento, da meditação e do estudo introspectivo. O misticismo e a intuição podem ser predominantes.

Nesta posição de Júpiter, há também uma profunda compaixão pelos mais necessitados. Os nativos mais evoluídos auxiliam os necessitados com generosas doações. Obtêm satisfação emocional ajudando os outros e com frequência trabalham nos bastidores de grandes instituições, como hospitais, asilos, universidades e igrejas. Com humildade, recebem apoio e amparo em tempos de crise, merecidos pelas suas boas ações passadas. Há também a capacidade de transformar inimigos em amigos.

Mas se Júpiter estiver sob tensão, podem existir tendências neuróticas, complexo de mártir ou um idealismo pouco prático. Os nativos podem se tornar protegidos de instituições religiosas ou de caridade, ou parasitas dos que se compadecem delas.

Dessa maneira, negligenciam a responsabilidade de desenvolver as suas próprias aptidões para o trabalho criativo e produtividade. Igualmente, há uma tendência a refugiar-se na fantasia.

JÚPITER RETRÓGRADO

Júpiter transita um pouco mais de um ano por cada casa astrológica e se torna retrógrado durante 4 meses e alguns dias no período de 12 meses. Como já foi dito, a palavra-chave de Júpiter é “expansão”.  Inspira fé, ética, entusiasmo e positividade. Quando Júpiter está retrógrado no mapa natal, algumas dessas qualidades não foram cultivadas em vidas passadas.

Indica que o nativo não alçara voo. Suas vidas precedentes foram vividas no desperdício, na rigidez (teimosia, apego, dogmatismo) ou na limitação. Não renderam os frutos previstos. Conclusão: pouco ou nenhum progresso… é preciso recomeçar!

JÚPITER RETRÓGRADO NOS SIGNOS

JÚPITER RETRÓGRADO EM ÁRIES

Com Júpiter retrógrado em Áries, é preciso cuidado com as ideias preconcebidas! A pessoa tende a ser um tanto sincero e direto demais, é preciso cultivar flexibilidade em face das circunstâncias da vida. Há tendência para julgar os indivíduos segundo critérios pouco realistas e categorias demasiado estanques ou dogmáticas.

A vida conjugal é um grande aprendizado, por causa da sua possível vaidade, acrescida, por vezes, de uma surpreendente ingenuidade. Também por causa de sua sede inextinguível de novas experiências! Lição cármica desta posição planetária: ser honesto consigo mesmo, desenvolver o autoconhecimento e a autoestima.

JÚPITER RETRÓGRADO EM TOURO

O nativo muito rico em vidas passadas. Disso ainda lhe fica, inconscientemente, uma grande vaidade. Esse estado de coisas se reproduz nesta vida. Vem daí uma permanente autossuficiência, que o impede de se abrir às ideias dos outros. Repete com frequência: “Façam como eu.” 

Seus recursos atuais podem vir de atividades artísticas ou artesanais, muitas vezes antigas e tradicionais. A lição cármica desta posição jupiteriana é a de cultivar a simplicidade, o desapego e a honestidade.

JÚPITER RETRÓGRADO EM GÊMEOS

Nas vidas passadas, o nativo alinhava a sua filosofia com a dos que o cercavam. Não tinha nenhuma ideia pessoal: era sempre da mesma opinião do último que ouviu. Incapaz de filtrar as informações recebidas segundo um critério pessoal, falava demais. Inclinava-se a contar qualquer coisa a qualquer um, sem nenhum discernimento. E, além do mais, nada tolerante. 

Nesta vida deve aprender a deixar falar e a se calar. Cultivar para si uma filosofia mais prática, objetiva, focada e humana. Cultivar mais integridade no uso da palavra.

JÚPITER RETRÓGRADO EM CÂNCER

O nativo foi ingênuo em vidas passadas. Tomou-se inocentemente por uma garota bem simples, ou por um bom moço sem complicações – sem ter a menor noção dos abismos de perversidade contidos em todo o ser humano! A sua ideia da verdade é mais emocional do que objetiva. Permanece por muito tempo sequioso de segurança afetiva e passa por conflitos interiores que é incapaz de analisar.

Nesta vida deve amadurecer. Superar carências e emoções infantis para viver num plano mais prático, realista e objetivo.

JÚPITER RETRÓGRADO EM LEÃO

Com Júpiter retrógrado neste signo, o nativo se crê habilitado a distribuir lições de moral à sua volta, pois cultiva uma elevada opinião sobre si mesmo. Não ouvindo nenhum conselho, um dia será obrigado a perceber que, por vezes, os outros têm razão. Gosta de exibir seu poder e suas realizações para bem mostrar sua importância.

O seu programa cármico: trabalhar o orgulho e cultivar humildade. Admitir que as opiniões dos outros, diferentes das suas, podem por vezes ser válidas!

JÚPITER RETRÓGRADO EM VIRGEM

Esta posição planetária não é muito alegre: a expansão calorosa de Júpiter é abafada por Virgem. O nativo vive um conflito entre a lembrança de elevadíssimas experiências espirituais e a mesquinhez material da vida quotidiana. O nativo tem bastante dificuldade em tomar distância para julgar. Espera demais dele mesmo e das pessoas. Impõe-se – e impõe à sua volta – um ideal impossível de viver.

É preciso ampliar a visão! A lição cármica da vida atual é a de encontrar um ideal mais abrangente e realista, que lhe permita aceitar com bondade e tolerância as imperfeições humanas.

JÚPITER RETRÓGRADO EM LIBRA

Nas encarnações precedentes, o nativo adquiriu e cultivou profundamente o sentido da justiça. Mas o nativo pode trazer com ele ressentimentos contra certas injustiças vividas neste passado anterior. Tem também a tendência de representar um pouco demais o papel de justiceiro.

A lição cármica a trabalhar, sem se deixar implicar pessoalmente nas questões dos outros, é a de ponderar sem mágoas, aprender a julgar calmamente. Para alguns, que oscilaram muito entre diferentes ideais, trata-se de encontrar enfim uma filosofia firme e permanente.

JÚPITER RETRÓGRADO EM ESCORPIÃO

Muito perspicaz, o nativo sabe bem que a verdade que tenta impor aos outros não é tão inteiramente verdadeira quanto o proclama em alta voz. Traz para esta vida a lembrança de ter combatido muito em vidas anteriores para defender uma ideia ou a sua dignidade. Suscita nos outros o ódio ou o amor, a admiração ou o respeito – em suma, é uma pessoa que nunca é indiferente.

A vida atual lhe oferece todos os dias novas oportunidades de transformação para se subtrair às suas tendências negativas. Este caráter muito apaixonado tem muito a fazer, no início de sua vida, para canalizar seus apetites sexuais. Mal compreendido pelos que o cercam, trava seu combate inteiramente só, bravamente. Mas não deve causar espanto que ele tenha, para isso, necessi­dade de uma enorme liberdade.

JÚPITER RETRÓGRADO EM SAGITÁRIO

A insaciável sede de novas experiências impede o nativo de se estabilizar. É preciso cuidado com a inconstância. Entretanto, menos leviano do que se poderia pensar, o nativo tem, por vezes, intuições proféticas (é que ele acumulou muitos conhecimentos do Universo em suas vidas passadas). Aprende mais com a vivência do que com os livros. As suas ideias religiosas são muito pouco convencionais e, aí, seu carma é seguir seu instinto.

Tem uma vocação especial para transmitir aos outros a sabedoria adquirida e o que conhece da Verdade – mas deve admitir que não tem o monopólio desta.

JÚPITER RETRÓGRADO EM CAPRICÓRNIO

Dividido entre o entusiasmo e a lucidez, o nativo deve conciliar suas tendências expansivas com a necessidade de disciplina. Em alguns casos, esse Júpiter retrógrado pode indicar um materialista bastante pragmático, cuja avidez em acumular dinheiro trai a sua profunda angústia.

Tem mais sucesso na maturidade –com a condição de não abafar as aspirações espirituais que desenvolvera nas encarnações precedentes.

JÚPITER RETRÓGRADO EM AQUÁRIO

Alegremente não conformista, o nativo detesta o lugar comum e os caminhos já trilhados. Ama a novidade. É visto pelos que o cercam como instável, mas suas ideias novas são interessantes. Este pioneiro tem necessidade de liberdade, tanto mental quanto física. Chega a ser, por vezes, claustrofóbico. Levado pelas asas do entusiasmo, tem medo de ser limitado e aprisionado pelos outros: o casamento lhe parecerá uma prisão.

O seu carma, nesta vida, é o de fazer com que os outros (os amigos e os grupos com os quais se envolve) se beneficiem da sabedoria que adquiriu no passado. Deve ajudá-los a escolher sadia e praticamente, com planejamento, comprometimento e estratégia, as novas ideias, técnicas e soluções.

JÚPITER RETRÓGRADO EM PEIXES

Em suas encarnações anteriores, pode ter sido sacerdote ou filósofo. Portanto, traz conhecimentos elevados, um saber inato das verdades religiosas e cósmicas. Mas é preciso cuidado para não ficar preso à falta de organi­zação prática da vida e, com sua bondade, iludir-se muito sobre as pessoas. Tem necessidade de se “escorar” num parceiro ou num sócio mais prático do que ele, que o ajudará a disciplinar-se. A espiritualidade pode e deve ser desenvolvida agora com liberdade, disciplina e maturidade.

JÚPITER RETRÓGRADO NAS CASAS

JÚPITER RETRÓGRADO NA CASA 1

Em suas vidas anteriores, o nativo desenvolveu tendência a achar que as leis são feitas para os outros, mas não para ele. Tendência a se dispersar, a desperdiçar sua energia, a abusar da bebida, da boa mesa ou do sexo. Tendência, enfim, a ficar sempre extremamente satisfeito consigo mesmo.

Como Júpiter simboliza os ideais religiosos e filosóficos, certos nativos, em suas vidas passadas, pode ter se envolvido com religiões distorcidas. É possível que tenham sido bastante intolerantes. A lição cármica é aqui o amadurecimento, a busca do autoconhecimento, para que se conscientize de suas fraquezas.

JÚPITER RETRÓGRADO NA CASA 2

Esta casa diz respeito às posses, aos bens e ao dinheiro. Se está habitada por um Júpiter retrógrado, podemos pensar que o nativo usou mal seus bens. Pode ter desperdiçado a fortuna que herdou da família. Ou pode também ter desviado o dinheiro em seu benefício, ao invés de utilizá-lo a serviço da sociedade.

O nativo, na vida atual, deve refletir sobre o fato de que o dinheiro só se justifica na perspectiva do auxílio prestado aos outros. A riqueza é, ao mesmo tempo, uma responsabilidade e uma função.

JÚPITER RETRÓGRADO NA CASA 3

Como esta casa está relacionada com a atividade mental, deduzimos que o nativo teve problemas escolares. Por outro lado, seu juízo não é muito firme. Recusou a disciplina necessária aos estudos. Pode ter havido falta de tato nas palavras, incapacidade de se calar.

Esta posição de Júpiter supõe uma falta de fé, uma recusa em levar a sério qualquer via espiritual ou religiosa. Há indicações de más relações com irmãos, primos e pessoas próximas. O nativo deve se esforçar agora para se desprender do seu ego inferior. Esquecer a si próprio e com humildade aprender a pedir conselhos. Deve começar por aplicar a ética e os bons princípios com seus parentes. Não se mostrar demasiado autoritário para com eles. Ter mais cuidado com as palavras, saber se calar.

JÚPITER RETRÓGRADO NA CASA 4

O desenvolvimento da personalidade e das emoções realizou-se de forma retraída. Demasiado preocupado consigo mesmo, pode ter ignorado aqueles que o cercavam. Com sua mentalidade “eu em primeiro lugar”, não pôde, não quis, ou não teve a oportunidade de expandir sua família em vidas passadas.

Hoje, tende a ser demasiado emotivo e suscetível. Tudo fluirá melhor quando compreender que suas reações emocionais são resquícios de atitudes anteriores que não estão mais adaptadas a esta vida, que não condizem mais com sua consciência. Poderá então criar sua própria família, cultivar suas relações íntimas, confiar nos seus e deixá-los viver!

JÚPITER RETRÓGRADO NA CASA 5

Dotado de grande criatividade em vidas passadas, mas de natureza dominadora, deixou de ouvir a opinião dos outros. De qualquer modo, não seguiu con­selhos.

Foi considerado intrometido e exibicionista. É preciso cuidado para não exigir o impossível dos filhos, dos seus amores, de seu cônjuge, porque se superestima e tem ambições exageradas. Numa vida passada, pode ter sido um pai ou uma mãe intransigente. Ou um amante execrável, preocupado apenas com sua própria satisfação sexual e afetiva. Pode ter sido também um incorrigível jogador.

Para se libertar, deve adotar uma atitude diferente. Sobretudo prestar atenção às necessidades de seus filhos e de seu parceiro amoroso. Dedicando muito tempo às atividades de lazer, fará muito bem se zelar pela qualidade destas.

JÚPITER RETRÓGRADO NA CASA 6

Tendo negligenciado sua saúde em suas vidas passadas, é possível que o nativo tenha nesta vida problemas com o fígado. Não é impossível que tenha abusado do álcool, ou da comida. Em todo caso, não escapa dos problemas de origem alimentar. Nesta vida deve fazer dieta, cultivar alimentação saudável, não beber e fazer exercícios físicos regularmente. 

Por outro lado, outrora não refletiu suficientemente sobre a noção de auxílio. Pode ter sido egoísta, não era apreciado por seus subordinados. Agora vai se sentir melhor se aprender a ajudar os outros, prestar serviços sem buscar glórias ou recompensas.

JÚPITER RETRÓGRADO NA CASA 7

Em vidas passadas, o nativo não parece ter brilhado por suas qualidades conjugais, ou cultivado parcerias éticas e saudáveis. Ele (ou ela) não se preocupava em ser fiel (tanto nas asso­ciações, quanto no casamento). O dinheiro tinha, certamente, um papel determinante: procura de um parceiro rico ou perda de dinheiro pelo parceiro ou ainda chantagem exercida sobre este último pelo nativo, que detinha o dinheiro. De qualquer modo, tudo lhe servia de meio de domi­nação: o dinheiro, a lei, os contratos, a influência social.

Na vida atual, o nativo está sujeito a novos dissabores conjugais (e legais) se não respeitar seus parceiros. Deve aprender a crescer em conjunto, cultivar parcerias equilibradas e justas.

JÚPITER RETRÓGRADO NA CASA 8

A posição de Júpiter nesta casa sugere que em vidas passadas, o nativo esteve envolvido em mistérios, questões de feitiçaria ou de magia negra ou talvez também com espionagem e polícia secreta. Pode ter sido obcecado pelo medo de morrer.

Em todo caso, sua filosofia de vida era pouco ética e sua honestidade financeira, das mais duvidosas.

Com a busca da espiritualidade e um esforço de discernimento, nesta vida evitará que se deixe cair na armadilha de grupos de fanáticos ou de seitas mal intencionadas. Um esforço de honestidade financeira lhe dará razões reais para ficar orgulhoso de si. Enfim (se isso tiver acontecido no passado) cessará de provocar medo nos outros, deixará de usar os assuntos de morte para garantir seu poder.

JÚPITER RETRÓGRADO NA CASA 9

A casa 9 é a dos ideais que motivam o nativo. Portanto, Júpiter retrógrado na casa 9 indica um nativo cuja filosofia em vidas passadas coube em duas palavras: primeiro eu. “Puxando a brasa para a sua sardinha”, o nativo foi impermeável a qualquer grande causa generosa e desinteressada. Pode ter provocado a dedicação dos outros, para em seguida abusar dela. Conquistador, ditador ou guru, vampirizava os seus fiéis, por simples satisfação pessoal. Consequentemente, o seu progresso mental e cultural estava bloqueado.

Na vida atual, deve encontrar uma filosofia que abra mais espaço aos outros: ser tolerante o bastante para admitir a pluralidade das religiões, respeitar as outras culturas e a liberdade das consciências. Assim descobrirá muitas coisas que lhe haviam escapado até aqui.

JÚPITER RETRÓGRADO NA CASA 10

Nas vidas anteriores, o nativo não desenvolveu a expansão nas metas de vida, nas realizações profissionais, na carreira e nos empreendimentos. Pode ter sido irresponsável ou desonesto na vida profissional. Ou pode não ter tido a oportunidade de avançar, conquistar o sucesso e a projeção profissional.

Agora é preciso redobrar o cuidado para não estragar a carreira por sua própria culpa. Na vida atual, escolheu uma nova oportunidade de cultivar e obter sucesso, tanto financeiro, quanto profissional. É preciso cultivar a ética, manter-se digno, responsável, confiante, otimista, leal e honesto.

JÚPITER RETRÓGRADO NA CASA 11

Reinar sobre imbecis, sobre bajuladores interesseiros, pessoas pouco exigentes quanto à moralidade: tal é a armadilha na qual o nativo parece ter caído em suas vidas anteriores. Padecendo de um sólido complexo de inferioridade, sentia-se mais à vontade num mundo fraudulento, cujos vícios não o obrigavam a progredir.

Nesta vida deve selecionar melhor seus amigos e os grupos com os quais se envolve. Pode se poupar de muitos dissabores na vida ao evitar se envolver com drogados, vagabundos, escroques ou devassos, por exemplo.

JÚPITER RETRÓGRADO NA CASA 12

A vida atual oferece uma oportunidade para se libertar de seu carma. Trata-se provavelmente de uma dívida que a pessoa não conseguiu liquidar em várias encarnações precedentes.

Estando Júpiter muito bem situado na casa 12, proporciona sua energia de maneira positiva, com a condição de que o nativo trabalhe seus progressos espirituais. A ênfase está na compaixão para com os doentes, os marginalizados e os prisioneiros. O nativo encontrará a sua felicidade ao sacrificar seu ego inferior em benefício dos mais pobres e menos afortunados.

Marcelo Dalla
Formado em Comunicação pela ECA – USP.
Estuda astrologia há 30 anos e atua profissionalmente como astrólogo no Brasil e em Portugal há 13 anos.
Professor de Astrologia especializado em Astrologia Cármica. Terapeuta Florais de Bach e Xamanismo. Artista gráfico e criador de mandalas.
Publicou em Portugal os livros MANDALAS MÁGICAS e MANDALAS SIGNOS DO ZODÍACO, ambos pela editora Verso de Kapa.
Mantém uma coluna diária de astrologia no portal ASTROCLICK e coluna semanal no site
www.marcelodalla.com

COMPARTILHAR