A palavra descobrir pode ter alguns significados. Um deles é o ato de tirar algo que está por cima. Descobrir alguém que está com um cobertor, descobrir um móvel que estava coberto por um tecido, etc. Outro sentido que podemos dar é o de fazer uma descoberta, um achado, um encontro, ou até uma tomada de consciência. Por exemplo, ‘descobri que estava sem gasolina no carro’, ‘descobri um lugar ótimo para comer pizza’, ‘descobri que tenho uma mania de perfeição que me atrapalha a vida’ e assim por diante.

No processo de crescimento pessoal nos descobrimos, de várias maneiras.

No sentido do ‘tirar o cobertor’ podemos dizer que estaremos sempre retirando camadas que estão por cima do nosso verdadeiro Eu. E essas camadas podem ser medos, neuroses, traumas que ficaram, marcas do passado, ilusões, baixa auto-estima, mágoas, etc.

E o que significa tirar uma camada?

Vamos pensar no ato de descobrir alguém que está coberto. Temos que pegar no cobertor para poder retirá-lo. Da mesma maneira é necessário reconhecer o nosso medo, sentir os seus dissabores, deixar ele vir a tona, criar intimidade com ele, achar quais são as suas raízes, para podemos liberá-lo.

Nesse ponto entra o outro sentido do descobrir. Quando tiramos uma cobertura de ansiedade por exemplo, descobrimos que podemos ser confiantes, descobrimos que vivemos melhor quando não nos preocupamos e tantos outros aspectos positivos que temos.

Podemos descobrir o nosso Eu, nos dois sentidos. Limpamos o que está por cima, para encontrá-lo.

Todo o trabalho com as essências florais é um pouco o de descobrir as camadas para encontrar o lado positivo que já está lá.

Por exemplo, com o Chicory (Bach) trabalhamos a nossa possessividade para chegarmos ao desapego, já o Clematis vai trabalhar nossa tendência a sonhar demais revelando a capacidade de permanecer no aqui/agora…

É um caminho lindo esse o de descobrir-se. Ele tem a duração de uma vida toda e traz presentes e bençãos, sempre.

Cristiane Boog
Psicóloga, Mestre em Reiki, Radionicista e Terapeuta Floral. Criou a Mesa Radiônica e a técnica Cura de Kuan Yin – Deusa do Céu, Deusa da Terra.
Trabalha com diversas práticas de Cura como o Xamanismo e Merkabah.
Ministra cursos na área desde 2001.

www.crisboog.com.br

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA