O zodíaco de Dendera é um baixo-relevo egípcio do teto do pórtico de uma capela dedicada a Osiris no templo de Hathor em Dendera, contendo imagens de Touro Libra. A capela foi iniciada no final do período ptolemaico e o pórtico foi adicionado pelo imperador Tibério. O relevo é reconhecido como o único mapa completo de um céu antigo. Ele representa a base na qual os sistemas de astronomia posteriores foram baseados e está em exibição no Museu do Louvre, em Paris. Esta transcrição colorida aqui apresentada pertence ao Neues Museum, em Berlim.

Como Surgiu o Horóscopo
por Ronaldo Cooper

Tudo que acontecia no imenso céu tinha reflexo na Terra. As intensidades do sol, o frescor da chuva, a força do vento, a dança da Lua, a violência breve do raio, a queda de rochas incandescentes. Tudo que acontecia no firmamento e, por consequência, no chão, se transformava em mistério e descoberta para o homem e fez sua imaginação e espiritualidade aflorarem.

Ao longo do tempo surgiram civilizações e a mística desses povos primordiais foi ganhando refinamento. Mitos, religiões e crenças tomaram conta dos corações e mentes, reforçando cada vez mais a observação do céu. Por volta do século 7 a.C. o homem percebeu que o que estava sobre sua cabeça podia influenciar seu destino.

A confluência do conhecimento astrológico dos babilônios, da matemática dos egípcios e das filosofias grega e romana fez surgir o zodíaco, o círculo dos animais, o grande cinturão celeste que marca a trajetória do Sol pelos 12 conjuntos de constelações que formam a identidade a cada signo.

A Era Cristã, aprofundou o perfil desses signos e séculos de aprimoramento astronômicos, estudos e observações resultaram no horóscopo de nossos dias.

Ronaldo Cooper nasceu em Porto Alegre, em 1962. É jornalista, roteirista, fotógrafo e criador do blog VisualZine.
http://visualzine.blogspot.com.br/
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA