Olá, pessoal!
Vamos aos conselhos do Arcano do mês de fevereiro, que já começa na próxima quinta-feira:

TORRE
“Subitamente vi desmoronar as muralhas de seu significado exterior. Eis que vastos significados interiores se abriram como uma dourada casa do tesouro diante de meus olhos.” Yogananda

A carta da Torre fala de rupturas. É a queda do velho para anunciar a chegada do novo. São mudanças que vem a caminho, literalmente. Elas são como um catalizador que modifica a velocidade dos acontecimentos e acontecem quando menos esperamos, muitas vezes nos pegando de surpresa. Este arcano está relacionado ao deus hindu Shiva, o deus da destruição e da renovação.

Devemos ter cuidado com posturas enrijecidas e incrustadas. Com as prisões que criamos dentro de nós e que nos impedem de ver um novo horizonte. Quanto maior é a rigidez, maior é o impacto quando desabam. Isso gera sofrimento.

Pode ocorrer uma mudança radical que poderá abalar as nossas estruturas arraigadas que carecem de mudanças. Talvez não percebamos por conta do medo, comodismo, ideias fixas e limitantes. Mas agora é hora de mudar e se casa cair, deixa que caia, porque é preciso neste momento ter demonstração de força e fé.

A Torre anuncia o fim de tudo aquilo que nos perturba, que nos impede de ir em frente, de crescer. É uma ruptura com processos dolorosos, mas com sabor de vitória no final. O segredo é não ficar chorando longamente ou cultivar rancor e mágoa, mas sim tocar em frente sem temor, pois novos caminhos surgirão.

O raio quando atinge a Torre está ali para nos lembrar de algo que precisa mudar e rápido. Os muros quando desmoronam é porque estão frágeis e já não servem mais, não nos dão mais a garantia de proteção. Eu comparo a Torre com uma casa velha que precisa ser demolida para a construção de uma casa nova no mesmo terreno, com janelas que nos permitam ver a nossa capacidade de crescer.

O conselho é: aceite os fatos e busque esta mudança sempre vindo de dentro pra fora e sem radicalismos. Não há a necessidade de torturar-nos, devemos nos ajustar emocionalmente para poder atravessar estes desafios que não são fáceis, é obvio.

Eu particularmente gosto da carta da Torre, porque ela nos tira da zona de conforto. Por mais complicado que seja, temos que vê-la com como algo positivo. Mesmo que soframos hoje, ela vem nos tirar de uma situação sufocante ou de uma ideia fixa que não nos impulsiona pra frente, que já não é necessária para a nossa evolução.

Este arcano nada mais é do que um portal que se abre de forma brusca para podermos seguir em busca de ideais mais elevados. A Divina Providência nos dá uma oportunidade que deve ser aproveitada.

Sejamos fortes e corajosos. Tenhamos retidão através das curvas e revezes que fazem parte do caminho e estejamos conscientes que após passarmos pelos escombros da destruição, teremos a oportunidade de uma vida nova e mais elevada.

Há uma canção do Paulinho Moska que diz o seguinte: ”E tudo que foi dor um dia, no outro dia será dia de continuar, caminhado sob o Sol, até o amor se reinventar, vida que a gente aprende… tudo o que acontece de ruim é para melhorar. Tudo Que Acontece de Ruim é Para Melhorar.” Ouça a canção aqui.

Na vida sempre passamos por experiências e situações que visam o nosso crescimento. Este é o sábio conselho deste arcano.

MAGIA DO ARCANO

Escreva num papel tudo que não deseja mais pra sua vida: vícios, situações que te aprisionam, medos inseguranças, enfim tudo o que desejar.
Pegue esta folha e destrua, pique bem picadinho, coloque em uma vasilha com sal grosso e queime, dizendo em voz alta:

“Eu sou um raio de luz! Neste instante corto as amarras que impedem o meu crescimento. Eu me liberto de tudo isso, estou pronto(a) para me reconstruir e seguir numa nova estrada.”

Beijos cristalinos!

Mônica Souza
Terapeuta Holística e Oraculista. Iniciada na Bruxaria, Arte da Feitiçaria e Celtic Reik.
Contato: encontrocomamagia@gmail.com
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA